Ceará registra segundo mês de saldo positivo de empregos

27 de outubro de 2016

O Estado conquistou um saldo positivo de empregos, com 993 novas vagas geradas, alta de 0,08% em relação a agosto, com 31.634 admissões e 30.641 desligamentos

 

O Ceará começa a demonstrar uma tendência de estabilidade do mercado de trabalho, ao registrar o segundo mês consecutivo de criação de empregos formais. Em setembro, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho, o Estado conquistou um saldo positivo de empregos, com 993 novas vagas geradas, alta de 0,08% em relação a agosto, com 31.634 admissões e 30.641 desligamentos.

O resultado representa o sexto melhor saldo entre os estados brasileiros, e o 4º maior saldo positivo do Nordeste. O número foi puxado, principalmente, pelos setores de Serviços e Agropecuária, responsáveis pela geração de 1.448 e 952 novas vagas, respectivamente. Apesar do avanço recente, no acumulado do ano, foram eliminados 27.945 postos de trabalho.

No País, o estoque de emprego formal apresentou queda em setembro, com redução de 39.282 postos de trabalho, resultante de 1.142.797 admissões e de 1.182.079 desligamentos. No acumulado do ano, houve uma redução de 683.597 postos de trabalho, e, nos últimos doze meses, 1.599.733 empregos a menos. No recorte geográfico, verificou-se saldos positivos somente nas regiões Nordeste (29.520) e Sul (1.135) do País.

27.10.2016

Assessoria de Comunicação do IDT
Ana Clara Braga – (85) 3101.5500

Expediente imprensa 10out-01