Dia D para vacinação de cães e gatos contra raiva é neste sábado (12)

11 de novembro de 2016

Sábado (12) é o dia D de mobilização para vacinação de cães e gatos contra a raiva em 50 municípios cearenses, além de Fortaleza. Os outros 133 municípios, que iniciaram a campanha de vacinação antirrábica desde outubro, imunizaram 504.199 cães e 250.752 gatos, com cobertura vacinal de 40,51%. A meta da campanha em todo o Estado é imunizar 80% de 1.244.747 animais até 12 de dezembro. Dos municípios que já estão em campanha, 53 já alcançaram a meta de cobertura vacinal.

Mobilização de vacinação antirrábica – sábado, 12 de novembro – municípios

Aquiraz
Abaiara
Altaneira
Aracati
Assaré
Barroquinha
Beberibe
Boa Viagem
Camocim
Campos Sales
Canindé
Caridade
Cascavel
Catunda
Chaval
Choró
Crato
Fortaleza
Fortim
Granjeiro
Hidrolândia
Horizonte
Ibaretama
Ibicuitinga
Icapuí
Icó
Independência
Ipaumirim
Itaiçaba
Itaitinga
Itatira
Jijoca de Jericoacoara
Juazeiro do Norte
Lavras da Mangabeira
Madalena
Martinópole
Mauriti
Mulungu
Nova Olinda
Ocara
Palhano
Paramoti
Pedra Branca
Poranga
Potengi
Quixadá
Quixeramobim
Salitre
São Luís do Curu
Senador Pompeu
Umirim

 

A vacinação é a única forma de evitar que animais domésticos contraiam raiva e transmitam a doença para humanos. Não tem contraindicações. Os donos dos cães e gatos devem levar para vacinar os animais a partir dos três meses de vida, inclusive fêmeas prenhas, evitando vacinar animais doentes. A raiva é uma doença viral que pode ser transmitida ao homem por mordida, lambida ou arranhão de um animal infectado. A taxa de letalidade entre humanos é próxima de 100%. Em média, ocorrem 30 mil agressões de animais a humanos a cada ano, 2,5 mil por mês e 94 por dia.

Além da vacinação dos animais domésticos, as secretarias de saúde dos municípios devem ser acionadas para capturar os animais de rua que podem portar a doença. Nas cidades, a presença de morcegos deve ser notificada aos departamentos de zoonoses. De janeiro a setembro deste ano, o diagnóstico laboratorial de 39 casos de raiva animal identificou 32 casos em animais silvestres – 28 em morcegos em área urbana, três em raposas e um em soim – que podem infectar animais domésticos, como cães e gatos.

Cuidados ao vacinar

Para evitar possíveis acidentes e garantir a segurança do animal e da equipe de vacinação, é necessário que os donos dos cães e gatos adotem algumas medidas de precaução ao levar o bicho de estimação para vacinar. O cão deve estar devidamente com guia e coleira. Em caso de cão bravo deve-se adotar a focinheira. Gatos precisam ser conduzidos em caixas específicas para evitar fugas. Dessa forma o animal e a equipe de vacinação estarão seguros de possíveis acidentes.

alt

Rita 2016

Os profissionais da Secretaria da Saúde do Estado que atuam no programa da raiva participaram da XXVII Reunião Internacional da Raiva nas Américas (Rita 2016), em Belém, de 23 a 28 de outubro de 2016. Foi um momento de troca de experiências, apresentação de trabalhos científicos desenvolvidos no Estado (19 no total) e de atualização com especialistas em raiva do mundo inteiro, inclusive o norte-americano que desenvolveu o protocolo de tratamento humano para a doença, Rodney Willoughby Jr.

alt

Participantes da XXVII Reunião Internacional da Raiva nas Américas (Rita 2016) com o Dr. Rodney Willoughby Jr.


Clique nos links abaixo para acessar os postos de vacinação por Regional, em Fortaleza

Regional I
Regional II
Regional III
Regional IV
Regional V
Regional VI

11.11.2016

Assessoria de Comunicação da Sesa
Cristiane Bonfim / Marcus Sá / Helga Rackel
(85) 3101.5221/ 3101.5220
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara

Expediente coordenadoria-01