Casa de Taipa do Sítio Fundo será restaurada a partir de quinta-feira (17)

16 de novembro de 2016

    A Secretaria do Meio Ambiente (Sema) inicia nesta quinta-feira (17), os trabalhos de restauração da Casa de Taipa do Parque Estadual do Sítio Fundão, no Crato. De acordo com o secretário adjunto, Fernando Bezerra, após uma vistoria realizada por técnicos da Sema, foram constatadas falhas na estrutura física, como paredes, telhado e piso. A restauração deve ser feita antes da chegada do inverno.

    A casa sede foi construída na década de 1950 por Jefferson da Franca Alencar, antigo proprietário do Sítio Fundão. A edificação de barro batido e madeira, comum no Nordeste, com um primeiro andar, é a única casa do Brasil registrada neste modelo de construção. Os laudos atestam que a casa está em estado precário. A coberta encontra-se com conservação regular, no entanto, devido à ausência de manutenção, a estrutura está comprometida pela umidade.

    Devido ao problema, será feito o destelhamento completo, protegendo as telhas para limpeza e retelhamento posterior. Para as peças danificadas, deverão ser empregadas similares da região. Toda a estrutura de ripamento do madeiramento, inclusive o de bambu, será revisada e reconstruída, com a mesma forma e e material originalmente empregado. Todo o material exposto deverá receber aplicação de cera de carnaúba.

    O piso receberá reparos pontuais com substituição de peças da tijoleira, enquanto as paredes que possuem deformações, fissuras e trincas, terão a recomposição completa, com a remoção do enchimento em argila, a revisão e recomposição da estrutura de taipa, padieiras, esteios e vergas.

    O secretário adjunto, Fernando Bezerra, vai acompanhar, nos dias dias 21 e 22 deste mês, os trabalhos já iniciados na restauração da Casa de Taipa. A previsão é de que dentro de 45 dias a construtora encarregada entregue a casa totalmente reformada. “É um trabalho manual, muito cuidadoso, em função do estado de deterioração da estrutura. Em breve, teremos uma Casa mais reforçada, embora preservando as sua construção inicial dos anos 1950”, pontuou Bezerra.

    16.11.2016

    Demétrio Andrade
    Jornalista
    085.8814.8286
    @demetrioandrade
    /DemetrioFarias

Expediente coordenadoria-01