Curso capacita agentes de saúde e enfermeiros em desenvolvimento infantil

17 de novembro de 2016

Família Brasileira Fortalecida na Atenção à Primeira Infância foi lançado pela primeira-dama do Estado, Onélia Leite Santana, na Escola de Saúde Pública do Ceará

 

R MVS6595Com a presença de agentes comunitários de saúde e profissionais e enfermeiros da Estratégia Saúde da Família de seis municípios cearenses, incluindo a Capital, a primeira-dama do Estado, Onélia Leite Santana, lançou o curso online Família Brasileira Fortalecida na Atenção à Primeira Infância. O lançamento aconteceu na manhã de quinta-feira (17), na Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP/CE).

A capacitação técnica de cerca de 700 agentes de saúde e 120 enfermeiros começou em abril deste ano e, em junho, foi realizado o treinamento presencial em desenvolvimento infantil para a primeira infância, de zero a seis anos, que agora será complementada R MVS6606pelo curso de ensino à distância, com 80 horas/aula, com conclusão em dezembro. Durante o curso, profissionais de enfermagem atuam como facilitadores.

O curso Família Brasileira Fortalecida foi desenvolvido pela Rede de Educação a Distância (READS), é promovido pelo Governo do Ceará, por meio do Gabinete da Primeira-Dama, da Secretaria da Saúde do Estado, em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Instituto da Primeira Infância (Iprede), Universidade Federal do Ceará (UFC), e realizado pela ESP/CE.

Mais infância

A capacitação dos agentes comunitários de saúde em desenvolvimento infantil é mais uma ação do Programa Mais Infância Ceará. A iniciativa integra o pilar Tempo de Crescer, que promove a construção de uma rede de fortalecimento de vínculos familiares e comunitários através de serviços e formações que contemplem profissionais, pais e cuidadores. “O foco é o desenvolvimento integral e integrado da criança, além da saúde, a afetividade. Como está sendo a afetividade, o comportamento desses pais com a criança? Não é só sobreviver, é sobreviver com qualidade. Se ela cresce com qualidade, com atendimento adequado, com todos os seus direitos garantidos, ela dará bons frutos para a sociedade”, ressaltou a primeira-dama.

Ela destacou ainda que a responsabilidade do desenvolvimento das crianças é de todos. “O papel de vocês é muito importante nesse projeto, nesse programa. E a responsabilidade não é só do agente de saúde, não é só do enfermeiro, a responsabilidade é nossa, da UFC, do Iprede, dos professores da educação infantil, dos técnicos dos Cras. O papel é nosso. Estou nesse momento com vocês para dividir a nossa preocupação e pedir todo o apoio, porque o trabalho de vocês é fundamental. E tudo isso está acontecendo por causa do olhar do governador Camilo Santana. O Mais Infância Ceará está entre os dez programas prioritários do Governo, com recursos assegurados”, acrescentou Onélia Santana.

“Promover saúde exige ação intersetorial e o Programa Mais Infância Ceará é isso”, reconheceu o secretário-adjunto da Secretaria da Saúde, Marcos Gadelha. “Saúde também é dinâmica e se acontece mudança no cenário da saúde, temos que mudar também, com a capacitação permanente”, avaliou o secretário-adjunto sobre a capacitação em desenvolvimento infantil para os agentes de saúde. “O curso tem uma missão fundamental, que é de um novo tempo para a infância no Ceará, com mais educação, saúde e assistência social”, opinou o coordenador do escritório do Unicef (CE-PI-RN), Rui Aguiar. “Vencemos a mortalidade infantil, o analfabetismo escolar e queremos vencer agora a morte violenta de adolescentes, e isso cuidando da primeira infância”, completou.

A agente comunitária de saúde Lenilce da Silva, que atua no bairro Vicente Pinzon, em Fortaleza, participa do curso técnico e comemorou a oportunidade de participar da capacitação em desenvolvimento infantil. “Preparação nunca é demais, sempre é bom estarmos atualizados, sempre é bom termos mais informações para levar para essas pessoas”, disse. “De zero a seis anos de idade, é fundamental o acompanhamento, não só da família, mas de pessoas que possam ajudar a família no desenvolvimento da criança, desde o aleitamento materno até chegar à escola”, concluiu a agente de saúde.

17.11.2016

Assessoria de Comunicação da Sesa
Cristiane Bonfim/ Marcus Sá / Helga Rackel (85) 3101.5221 / 3101.5220
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara

Expediente coordenadoria-01