Novos mestres da cultura são diplomados na abertura do X Encontro Mestres do Mundo

25 de novembro de 2016

Uma grande roda, formada por dezenas de mestres da cultura do Ceará, em clima de festa e muita emoção, marcou a abertura do X Encontro Mestres do Mundo, na noite desta quinta-feira (24), em Limoeiro do Norte, e a diplomação dos novos mestres da cultura oficialmente reconhecidos pelo Governo do Ceará. Realizado pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, o encontro tem neste ano uma edição especial, tanto por marcar a décima vez em que o evento acontece quanto pela importante novidade de todos os mestres da cultura serem agraciados com o Título de Notório Saber em Cultura Popular, ofertado pela Universidade Estadual do Ceará, após articulação realizada pela Secult.

Encontro Mestres do Mundo - Quinta 24 - 3 - Diplomação do Reisado Boi Coração de QuixadáDesde cedo nesta quinta-feira a emoção tomou conta dos moradores de Limoeiro do Norte e dos muitos visitantes que chegaram à cidade para o Encontro, que foi aberto com um cortejo de mestres pelas ruas do município, reforçando toda a beleza, a força e a diversidade da cultura cearense. Teve maneiro pau, reisado, congo, aboio, repente, maracatu cearense e pernambucano, marchinha e muito mais, para privilégio dos moradores das casas por onde passava o cortejo, que seguiu do Campus Limoeiro do IFCE (local onde na tarde de quinta aconteceu o Colóquio “Reconhecimento de Saberes e Ofícios de Povos e Comunidades, da Comissão Cearense de Folclore) até a Praça da Matriz, onde foi montado o palco principal do Encontro Mestres do Mundo, em formato de arena – ou de terreiro – para exibição dos mestres bem perto de onde o povo está.

Encontro Mestres do Mundo - Quinta 24  - 1E foi nesse espaço que os mestres, depois de cativar a população com cores e alegria ao longo da caminhada, emocionaram o público em diversos momentos. Primeiro, com a apresentação dos mestres aboiadores Dona Dina, de Canindé (agradecendo a Deus pela saúde, após ter passado por cirurgia em São Paulo), e Pedro Coelho, de Acopiara, um dos novos mestres que nesta quinta-feira receberam do secretário da Cultura do Estado, Fabiano dos Santos Piúba, seu diploma de Tesouro Vivo da Cultura, reconhecimento conquistado após uma vida inteira de dedicação a uma arte, um ofício, um saber fazer, conforme destacou Lourdes Macena, pesquisadora de cultura popular e curadora do Encontro Mestres do Mundo. Depois com o poeta Luciano Carneiro declamando um cordel em homenagem às dez edições do Mestres do Mundo e aos 50 anos da Secult, a Secretaria de Cultura mais antiga do Brasil.

Novos mestres diplomados

Diplomação da Mestra Cacique PequenaNessa atmosfera de encantamento e valorização das múltiplas expressões da cultura cearense, foram diplomados os novos mestres da cultura oficialmente reconhecidos pelo Governo do Ceará: Maria José Costa Carvalho (Dona Mazé da Quadrilha), Maria Deusa e Silva Almeida (Dona Deusa, de atividades religiosas, de Assaré), Maria de Lourdes da Conceição Alves (a Cacique Pequena, do canto, da composição musical e das tradições indígenas); José Pinheiro de Moraes (o mestre Deca, dos Penitentes), Geraldo Ramos Freire (ferreiro, de Juazeiro do Norte), Francisco Felipe Marques (Mestre Tico, do reisado, do Crato) e Francisco Dias de Oliveira (o Mestre Françuli, de Potengi, da arte de escultura em metal, “flandeiro”).

Após a diplomação, o secretário da Cultura, Fabiano dos Santos Piúba, convidou todos os 45 mestres da cultura presentes a formar uma grande roda, no espaço de apresentações. Cada mestre foi convidado a dizer seu nome, a cidade de onde vem e qual a sua arte ou expressão. Do Palhaço Pimenta a Mestre Cirilo, do maneiro pau. De Vicente Chagas, do reisado de Guaramiranga, aos benditos de Dona Maria do Horto. Da dramista Maria do Carmo, de Tianguá, ao bonequeiro mestre Gilberto, de Icapuí. O testemunho de cada artista emocionou a plateia, que respondeu com muitos aplausos, diante de tantos conhecimentos, tanta sensibilidade, tantos saberes e fazeres a um tempo únicos e compartilhados.

“A cultura é um saber comum solidário, comunitário. Quero agradecer muito, em nome do Estado do Ceará, da Secretaria da Cultura, pelo saber, pelo ofício e pela arte que vocês oferecem e transmitem de mão em mão, de corpo em corpo, de espírito em espírito, de coração em coração”, destacou Fabiano dos Santos.

“Essa política da Secretaria da Cultura do Ceará, que vem desde 2003, desde a época da gestão da Claudia Leitão, é algo que se renova e se atualiza, muito pelo saber da cultura de vocês. E amanhã (sexta-feira) vai ser um dia muito importante. A Uece, o Conselho Universitário aprovou por unanimidade a outorga do título de Notório Saber para todos esses mestres e mestras”, ressaltou o gestor.

“Isso tem uma dimensão simbólica, cultural, política e prática, além do ‘diploma da natureza’ que vocês já têm, como cantou aqui o Luciano (Carneiro, cordelista). Vocês agora podem ser convidados para dar uma aula, um curso, em qualquer lugar do Brasil, e podem receber como mestres reconhecidos pela Universidade Estadual do Ceará”, enfatizou Fabiano, lembrando um poema de Patativa para parabenizar e agradecer aos mestres.

“Sertão, alguém te cantou. Eu sempre tenho cantado e ainda cantando tô, pruque meu torrão amado, muito te prezo e te quero. E sei que teus mistérios ninguém pode decifrar. A tua beleza é tanta, que o poeta canta, canta, e ainda fica o que cantar”, declamou. “Viva os mestres. Viva as mestras da Cultura do Ceará, do Brasil e do mundo!”.

Continuidade do Encontro

O X Encontro Mestres do Mundo continua até sábado (26), com diversas atividades, em Limoeiro do Norte. Confira a programação completa em www.secult.ce.gov.br e www.mestresdomundo.com.br.

25.11.2016

Assessoria de Imprensa da Secult
(85) 98699-6524 – Dalwton Moura
(85) 98824-0994 – Lucas Benedecti
(85) 99149-4987 – Paula Candice
(85) 3101-6761 / secultmkt@gmail.com

Fotos: Divulgação/Secult/Felipe Abud

Expediente imprensa 23nov 2016-01