Mobilização nacional contra o Aedes aegypti é lançada no Ceará

2 de dezembro de 2016

Com a campanha, a ideia do Ministério da Saúde é que, a partir do Dia de Mobilização, todas as sextas-feiras sejam dedicadas para verificação de possíveis focos, incentivando vários segmentos da sociedade a fazer a sua parte

 

161202 DIA D COMBATE DENGUE JW4209 webNo Dia Nacional de Combate ao Mosquito, o ministro do Turismo, Marx Beltrão, acompanhado do secretário da Saúde do Estado, Henrique Javi, do comandante da 10ª Região Militar, general Teófilo Gaspar, entre outras autoridades, fizeram vistoria em residências e lançaram a mobilização de combate ao Aedes aegypti no Ceará, na tarde de sexta-feira, 2 de dezembro, na Escola Estadual de Educação Profissional Jaime Alencar de Oliveira, em Fortaleza.

161202 DIA D COMBATE DENGUE JW3965 web1No balanço das ações do Comitê Gestor Estadual de Políticas de Enfrentamento à Dengue, Chikungunya e Zika, instituído em dezembro de 2015 pelo governador Camilo Santana, o secretário Henrique Javi destacou a atuação de 19,8 mil agentes comunitários de saúde e agentes de endemias, a capacitação de 3 mil brigadistas que fazem o combate ao mosquito transmissor em órgãos públicos, a borrifação de inseticida em área equivalente a 64 mil quarteirões de cidades de todo o Ceará e a utilização de 5,7 mil rolos de tela para a proteção de caixas d’água.

161202 DIA D COMBATE DENGUE JW4133 web“É uma batalha difícil, mas se nos mantivermos atentos, vamos conseguir vencer”, convocou Henrique Javi. O general Terófilo Gaspar garantiu o apoio incondicional das Forças Armadas no combate ao mosquito, notadamente nas vistorias em residências para eliminar os focos. Ele adiantou que 84 escolas já estão cadastradas para receber palestras sobre as ações de prevenção a serem ministradas pelos militares.

O ministro Marx Beltrão ressaltou que, em todo o país, 80 mil soldados das Forças Armadas estão fazendo o combate ao Aedes aegypti. “De forma conjunta vamos fazer as ações certas”, disse o ministro, que reconheceu os resultados positivos no combate ao mosquito obtidos pelo governo Camilo. “O resultado de toda essa ação depende do engajamento de todos”, acrescentou. Na área do turismo, ele informou que o ministério está mobilizando 58 mil estabelecimentos turísticos em todo o Brasil para o combate ao mosquito. No Ceará são 1.158 restaurantes, hotéis e outros equipamentos. “Essa luta é de toda a sociedade”, finalizou.

Mutirões pelo país

161202 DIA D COMBATE DENGUE JW4267 webCom a campanha, a ideia do Ministério da Saúde é que, a partir do Dia de Mobilização, todas as sextas-feiras sejam dedicadas para verificação de possíveis focos, incentivando vários segmentos da sociedade a fazer a sua parte. Essa campanha traz como foco “Sexta sem mosquito. Toda sexta é dia do mutirão nacional de combate”.O mutirão será realizado em órgãos públicos e estatais, unidades de saúde, escolas, residências, canteiros de obras e outros locais, marcando a intensificação das ações de combate e, consequentemente, impedindo a proliferação do mosquito. A nova campanha do Ministério da Saúde, de conscientização para o combate ao mosquito, chama a atenção para as consequências das arboviroses chikungunya, zika e dengue, além da importância de eliminar os focos do Aedes.

Durante o ato foram entregues oito veículos Fiat Doblò doados pelo Ministério da Saúde aos municípios que cumpriram critérios estabelecidos pela Secretaria da Saúde do Ceará e aprovados pelo Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Ceará (Cosems) no controle do mosquito. Para serem premiados, os municípios tiveram de apresentar cobertura de visitas domiciliares acima de 80% no primeiro e no quarto ciclos de visitas; ter índice de infestação predial (IIP) abaixo de 1% nos ciclos; realização do Levantamento Rápido de Índice para Aedes aegypti (LIRAa), preconizado pelo Ministério da Saúde nos meses de abril e julho/2016. Foram contemplados com os veículos os municípios de Fortim, General Sampaio, Icapuí, Itapipoca Jaguaribara, Jaguaribe, Paramoti e Santana do Acaraú.

Plano de combate

A Sesa apresentou em 30 de novembro a atualização do Plano Estadual de Vigilância e Controle das Arboviroses 2017-2018, que define responsabilidades dos níveis estadual, regional e municipal quanto às ações de vigilância epidemiológica, vigilância laboratorial e controle vetorial de dengue, zika e chikungunya. O plano vai nortear Coordenadorias Regionais de Saúde (Cres) e municípios na resposta à ocorrência das doenças transmitidas pelo mosquito.

Dos municípios cearenses que realizaram o último LIRAa entre o fim de outubro e início de novembro de 2016, 10,81%, que corresponde a 12 cidades, apresentaram alta infestação do Aedes aegypti; 28,83%, 32 municípios, estão em situação de média infestação e 60,36%, 67 municípios, apresentaram índice satisfatório. Também de acordo com esse levantamento, depósitos, localizados ao nível do solo, como: cisternas, tambores e tanques registraram 60,62% dos focos do mosquito.

Ações de mobilização

O Ceará vem realizando mobilização permanente no combate ao Aedes. Diversas ações foram implantadas, entre elas a criação do Comitê Gestor Estadual de Políticas de Enfrentamento à Dengue, Zika e Chikungunya; a publicação da lei nº 15.959, que autoriza ao agente de endemias o ingresso forçado em imóveis que venham a servir de criadouro do mosquito; a participação das Forças Armadas com ações educativas; a instalação de telas de proteção nas caixas d’águas, além de contar com o trabalho de 14.805 agentes comunitários de saúde (ACS) e 5.045 agentes de controle de endemias (ACE). O estado foi também pioneiro na criação de brigadas estaduais contra o mosquito em prédios públicos com vistoria a cada sete dias.

Para o fim de 2016 e início de 2017 estão programadas diversas ações com representantes governamentais e da sociedade civil para ampliar o engajamento no combate ao mosquito, como capacitação das brigadas dos órgãos estaduais e de outras instituições (públicas e privadas), capacitação de 240 militares das Forças Armadas para atuar nas escolas estaduais e municipais, capacitações e formações em vigilância, prevenção, controle e assistência às arboviroses (doenças causadas por vírus transmitidos por artrópodes como o mosquito Aedes aegypti).

banner combate mosquito acoes

02.12.2016

Fotos: José Wagner / Governo do Ceará

Assessoria de Comunicação da Sesa
Cristiane Bonfim / Marcus Sá / Helga Rackel
(85) 3101.5221/ 3101.5220
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara


Expediente imprensa 23nov 2016-01