Solenidade celebra 30 anos de lutas e conquistas de direitos das mulheres

2 de dezembro de 2016

O Governo do Estado do Ceará, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para as Mulheres e do Conselho Cearense dos Direitos da Mulher (CCDM), em parceria com a Assembleia Legislativa do Ceará, realiza solenidade em alusão aos 30 anos de criação da Delegacia de Defesa da Mulher e do Conselho Cearense dos Direitos da Mulher. A celebração acontece nesta sexta-feira, 2, a partir das 15h, no Plenário da Assembleia Legislativa do Ceará.

Com o tema “30 anos de lutas, conquistas e desafios”, serão agraciadas vinte e uma personalidades  com a Comenda Jana Barroso, em reconhecimento a sua contribuição na luta pelos direitos da mulher.

Para Camila Silveira, coordenadora Estadual de Políticas para as Mulheres e presidente do Conselho da Mulher, as conquistas alcançadas são resultado de décadas de reivindicações, que sempre tiveram como demandas prioritárias a criação e fortalecimento de instrumentos voltados para a igualdade de gênero. “Devemos ampliar e fortalecer essa Rede de Atendimento à Mulher, fazendo com que equipamentos de segurança, justiça, saúde, apoio psicosocial, trabalho e renda funcionem de forma integrada”.

Serão homenageadas pessoas das mais diversas áreas de atuação, como médicas, juristas, delegadas, agentes comunitários, psicólogas, pedagogas, sociólogas, militantes políticas e assistentes sociais, a saber: Maria de Fátima Dourado, Maria Hermenegilda Silva, Mônica Maria de Paula Barroso, Camila da Silva Silveira, Maria Auxiliadora Garcia, Tereza Cristina Cavalcanti Albuquerque, Maria Daciane Licaryão Barreto, Rebeca Nóbrega Cruz Torquato, Ivana Coelho Marques Figueiredo, Erika Cecilia Ferreiyra Ramirez Moura, Rena Gomes Moura, Déborah Rogéria Gurgel dos Santos, Maria Neuma Castelo de Souza Leão, Raimundo de Sousa Andrade Junior, Maria da Penha Maia Fernandes, Roberta de Sousa Lopes, Maria Luiza Fontenele, Francisca Martir da Silva, Maria de Nazaré Coelho Antero, Ana Edite Studart Albuquerque, Maria do Carmo de Souza.

Conselho Cearense dos Direitos

Criado através da Lei 11.170, de 02 de abril de 1986, o Conselho Cearense dos Direitos da Mulher – CCDM, é um órgão colegiado, permanente, paritário e deliberativo, cujo objetivo é formular, monitorar e avaliar as políticas públicas voltadas para as questões de gênero.

Atualmente vinculado ao gabinete do governador, o CCDM é constituído de dezesseis membros efetivos e dezesseis suplentes, todos comprometidos com a inserção das mulheres na sociedade, independente de raça, etnia, faixa etária, condição econômica e orientação sexual.

Por ser um órgão paritário, metade é composta pela sociedade civil organizada, e a outra metade por representantes dos órgãos governamentais, proporcionando assim uma articulação transversal e plural.

Delegacia de Defesa da Mulher

Funcionando desde o mês de setembro em regime de plantão, 24 horas por dia, criada em 1986, a Delegacia de Defesa da Mulher tem por princípio assegurar tranqüilidade à população feminina vítima de violência, através das atividades de investigação, prevenção e repressão dos delitos praticados contra a mulher, seja ele moral, patrimonial, psicológico, físico e sexual, praticado no âmbito doméstico e familiar

Telefones e Endereços:

Ligue 180 – Central de Atendimento à Mulher

Conselho Cearense dos Direitos da Mulher
Endereço: Rua Silva Paulet, 334 – Meireles
Fone: (85) 3233.3724

Delegacia de Defesa da Mulher
Endereço: Rua Manoelito Moreira, nº 12 – Benfica
Fone: (85) 3101.2495
E-mail: ddmfortaleza@policiacivil.ce.gov.br

02.12.2016

Rodrigo Cavalcante
Articulador
Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para as Mulheres
Gabinete do Governador
(85) 3133.3726 / 98871.0291