Comitês de Bacias realizam quarto Fórum Cearense de 2016

9 de dezembro de 2016

 

Ações para abastecimento hídrico no Estado e a análise dos cenários climáticos atuais foram debatidas entre os membros

Para fortalecer os 12 Comitês de Bacias Hidrográficas do Ceará na gestão participativa e integrada dos recursos hídricos, foi realizada a quarta Reunião Ordinária do Fórum Cearense dos Comitês de Bacias Hidrográficas 2016 (FCCBH 2016), nos dias 8 e 9 de dezembro, no auditório da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh).

“No Fórum reunimos a diretoria dos Comitês de Bacias que já trazem as discussões e deliberações que aconteceram nas determinadas regiões. No evento são referendados os encaminhamentos. O Fórum é um órgão de articulação e sempre trazemos temas que está em evidência na gestão de recursos hídricos, para debater com representantes dos órgãos competentes”, afirma o coordenador geral do FCCBH, Alcides Duarte.

No primeiro dia do evento, o presidente da Cogerh, João Lúcio Farias, disse que a oportunidade é um momento de integração dos Comitês de Bacias por destacarem vários temas como a situação dos reservatórios de cada região, avaliando, acompanhando o gerenciamento e dando opiniões internas para melhorias do sistema de gestão de água do Estado. Os membros também têm se mobilizado na transposição do rio São Francisco cuja previsão para suas águas chegarem no Estado é no final de 2017 e das obras do Cinturão das Águas que tem a estimativa para o primeiro trecho estar pronto entre fevereiro e março de próximo ano. A conscientização do uso racional da água é outro fator destacado e que tem sido muito trabalhado pelos Comitês. Hoje o estado está com 7,05% da capacidade e já está sendo projetado o cenário para 2017.

“O Ceará é um dos estados mais afetados pela seca. São cinco anos consecutivos de baixa quadra chuvosa, mas, para algumas bacias que não tiveram aporte já somam sete anos. Entretanto, Sistema dos Recursos Hídricos está de parabéns porque em um momento difícil estamos abastecendo os municípios”, acrescentou.

No segundo dia do evento, o presidente da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), Eduardo Sávio, fez uma apresentação sobre a análise dos cenários climáticos atuais e dos possíveis desdobramentos para o Ceará. Somente em janeiro, será divulgado o  primeiro prognóstico climático oficial para a quadra chuvosa de 2017 no Ceará. O documento apresentará as probabilidades de cada uma das três categorias (abaixo, em torno e acima da média histórica) referentes ao acumulado de precipitações nos meses de fevereiro, março e abril.

Uma forte tendência de neutralidade nas temperaturas do Oceano Pacífico Equatorial (nem El Niño, nem La Niña) durante a quadra chuvosa de 2017 não permite antecipar a previsão climática para o Ceará. Vale ressaltar que os sistemas meteorológicos são difíceis de prever em longo prazo (previsão climática com meses de antecedência) e por isso a Funceme orienta aos usuários que acompanhem diariamente a Previsão do Tempo (curto prazo) no site www.funceme.br onde é possível antecipar a atuação dos Vórtices Ciclônicos em até 72 horas.

O FCCBH também teve Prestação de Contas da Cogerh, com a gerente da Gerência dos Recursos Hídricos da Cogerh, Clara Sales; palestra sobre o funcionamento dos Comitês de Bacias, com a orientadora da Célula de Articulação com o Usuário da Secretaria dos Recursos Hídricos (SRH), Márcia Caldas, e avaliação geral do ano de 2016 pelos membros.

09.12.2016

Assessoria de Comunicação e Marketing
Rafaele Esmeraldo Menezes
Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh)
Fone: + 55 85 3195.0718
rafaele.esmeraldo@cogerh.com.br
Twitter: @Cogerh_ce
Facebook:https://www.facebook.com/cogerh

Expediente imprensa 05dez 2016-01