Parceria entre Sejus e Senai capacita mais de 60 egressos para o mercado de trabalho

14 de dezembro de 2016

Ao todo, o Senai ofertou 100 vagas exclusivas para o sistema penitenciário em 2016

A regulamentação da lei nº 15.854/15 prevê que um percentual entre 3% e 10% de vagas dos contratos firmados com o Governo do Estado seja destinado aos presos em regime semiaberto, aberto e livramento condicional, e também aos egressos do sistema penitenciário. Pensando nessas vagas, a Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado (Sejus), por meio de parcerias com o setor público e privado, possibilita conhecimento para que essa mão de obra seja qualificada.

Um dos parceiros da Sejus que auxilia nessa capacitação é o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), que certificou nesta terça-feira (13) 62 egressos do sistema prisional nos cursos de armador de ferro, carpinteiro de obras, pedreiro de alvenaria e costura industrial.

O secretário da Justiça e Cidadania, Hélio Leitão, ressalta a importância dessas novas parcerias e destaca a força da certificação por uma instituição com o Senai. “Estamos colocando pessoas capacitadas por instituições reconhecidas nacionalmente e mostrando que a mão de obra que sai do sistema penitenciário tem competência para estar no mercado de trabalho”.

E competência é o que Jhon Barbosa, egresso do sistema, tem buscado. Ele concluiu o curso de pedreiro de alvenaria pelo Senai e já havia feito outros dois cursos com parceiros da Sejus, de eletricista predial e assentador de piso cerâmico. “Esses dois meses de curso de pedreiro foram muito importantes, estou buscando aprender tudo dessa área para que fique mais fácil me reinserir no mercado de trabalho”.

Para Cristiane Gadelha, coordenadora de Inclusão Social do Preso e do Egresso (Cispe), além de preparar para o mercado de trabalho, os cursos regatam a cidadania e auxiliam na inclusão social. “O Senai é um importante parceiro da Sejus na nossa missão de capacitar essas pessoas. De nada adiantaria a lei de reserva de vagas se não estivéssemos preparando-os para atuar principalmente na área industrial, como a construção civil, por exemplo”, ressalta a coordenadora.

O diretor Regional do Senai Ceará, Paulo André Holanda, destacou que das grandes ações feitas pela instituição em 2016, a cooperação técnica para qualificação profissional dos egressos do sistema penitenciário do Estado é uma delas. “A Fiec apoiou a ideia de fazer esse piloto como forma de dar essa contribuição social para que os egressos possam regressar ao mercado de trabalho. Encaminharemos os nomes dos alunos para os sindicatos da construção Civil e do vestuário para que possam ver a possibilidade de aproveitamento dessa mão de obra”, adiantou.

Ao todo, em 2016, o Senai ofertou 100 vagas exclusivas para a Sejus. A parceria teve início neste ano e é fruto do convênio firmado pelas instituições dentro do Pacto por um Ceará Pacífico.

14.12.2016

Assessoria de Comunicação
Secretaria da Justiça e Cidadania do Ceará
– (85) 3101-2862 www.sejus.ce.gov.br
email: ascom.sejus@gmail.com
twitter:@sejus_ce
facebook: sejusceara