Semace inaugura primeira estação de monitoramento da qualidade do ar do Ceará

15 de dezembro de 2016

A primeira estação de monitoramento da qualidade do ar do Ceará foi inaugurada pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), na manhã desta quinta-feira (15), na Estação Ecológica do Pecém, com as presenças do superintendente estadual, Ricardo Araújo, do secretário estadual do Meio Ambiente, Artur Bruno, além de representantes dos órgãos e das empresas locais. Com o funcionamento do equipamento, indústrias do Complexo Portuário do Pecém passam a ser monitoradas em relação à emissão de gases poluentes. “Trata-se de um benefício relevante para o Estado. Antes da estação, a Semace recebia os resultados de automonitoramento elaborados pelas empresas sem poder contestar, agora já é possível”, disse Araújo. “É o monitoramento do monitoramento”, ressaltou Bruno.

A estação comporta sensores de controle do ar e meteorológicos com tecnologias de ponta da Itália e Austrália, respectivamente. Com aporte de compensação ambiental no valor de R$ 2,1 milhões, a instalação do equipamento foi baseada em estudos que analisaram aspectos estratégicos de segurança e localização. Segundo o diretor de licenciamento da superintendência, Lincoln Davi, o sistema permite informar através do site, em tempo real, aspectos como os níveis de gases analisados e os parâmetros meteorológicos. “Funciona com sensores de alta tecnologia e garante o monitoramento num raio entre 5 km e 10km”, informou o gestor da Semace.

Ainda segundo Mendes, o equipamento contará com apoio de um grupo de trabalho da Semace específico para o monitoramento e fiscalização. “Os técnicos da Gerência de Análise e Monitoramento e da Diretoria de Fiscalização receberão treinamento para compreender os dados”, disse.

Segundo Ricardo Araújo, os dados da estação ajudarão também pesquisadores em trabalhos acadêmicos e a experiência facilitará novas prospecções da autarquia em relação à aquisições para regiões que apresentem grande concentração de poluição atmosférica.

Saiba mais

A estação de monitoramento é uma unidade com monitores e sensores instalados em um contêiner com extensão de 4m de comprimento e 2,60m de largura. O sistema analisará níveis de gases tais como monóxido de carbono, dióxido de enxofre, ozônio, nitrato de oxigênio, hidrocarboneto, gases voláteis e não voláteis, além de parâmetros meteorológicos. Os dados serão utilizados pela Diretoria de Controle e Proteção Ambiental (Dicop) da Semace, através da Gerência de Análise e Monitoramento (Geamo), com o intuito de fortalecer o monitoramento e a fiscalização dos níveis poluentes gerados pelas indústrias no entorno do CIPP.

15.12.2016

Ana Luzia Brito
Assessora de Comunicação da Superintendência Estadual do Meio Ambiente
85 3101.5554 | 98653.8337
comunicacao@semace.ce.gov.br

Assessoria de Comunicação – Ascom
Superintendência Estadual do Meio Ambiente – Semace
Governo do Estado do Ceará
(85) 3101-5554

Expediente imprensa 05dez 2016-01