Cogerh faz estudo hidrogeológico no aquífero Serra Grande

19 de dezembro de 2016

A área contemplada foi o município de Poranga, uma solicitação do Comitê de Bacia dos Sertões de Crateús

Com objetivo de conhecer o potencial de águas subterrâneas do aquífero Serra Grande na porção correspondente ao município de Poranga, a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) realizou o projeto Avaliação Hidrogeológica do Aquífero Serra Grande no Município de Poranga, no período de 2013 a 2015. O estudo foi solicitado pelo Comitê da Bacia Hidrográfica dos Sertões de Crateús.

A região correspondente ao município de Poranga apresenta um bom potencial de armazenamento de água subterrânea. O aquífero Serra Grande é caracterizado geologicamente por rochas sedimentares com elevada silicificação, apresentando natureza fissural, ou seja, armazenamento, recarga e transferência dependentes das fraturas. A espessura das formações geológicas são anômalas e muito variáveis, tanto em porções aflorantes como em subsuperfície, em função de movimentações tectônicas que ocorreram durante sua sedimentação, especialmente, na borda da bacia.

As atividades executadas no projeto foram: cadastramento dos pontos de captação e possíveis fontes poluidoras; levantamentos geofísicos por eletrorresistividade; testes de produção em poços; balanço hídrico; avaliações hidrogeológicas e abordagem quanto ao modelo de gestão do aquífero. As pesquisas subsidiaram a ampliação do conhecimento deste aquífero quanto à perspectiva de sua geometria, dinâmica, quantidade, reservas, extrações atuais e futuras.

Em relação à finalidade e uso dos poços cadastrados, observou-se que a maior parte (42%) é direcionada para fins de abastecimento humano, seguidos de trato com os animais (dessedentação) e irrigação, que representam as principais atividades da área rural no Ceará. As iniciativas para construção dos poços de captação de água, em sua maioria, foram particulares (69%), fato que muitas vezes é decorrente dos investimentos próprios para suprimento de água. A iniciativa pública contribuiu com a construção e gerenciamento de 27% dos poços cadastrados. Os poços públicos são comumente instalados em escolas, hospitais, postos de saúde, ou em locais da sede para abastecimento da população através de chafarizes.

A vazão total de explotação do aquífero atualmente é 1.216 m³/h, considerando os poços cadastrados. Para esse volume foi estabelecido um tempo médio de 1 hora de bombeamento por dia para a maioria dos poços.

Saiba mais
No Ceará o clima é semiárido quente, com variações de temperaturas nas diferentes regiões do estado, sendo: litoral (27°C), serras (22°C) e sertão (33°C durante o dia e 23°C a noite). No município de Poranga, o clima é tropical quente semiárido brando, possui pluviosidades média de 1.178,4 mm e o período chuvoso fica entre janeiro e abril.

19.12.2016

Assessoria de Comunicação da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos – Cogerh
Rafaele Esmeraldo Menezes – (85) 3195. 0718
rafaele.esmeraldo@cogerh.com.br
Twitter: @Cogerh_ce
Facebook:https://www.facebook.com/cogerh

Expediente imprensa 05dez 2016-01