Segurança Hídrica: Governo do Ceará inaugura Sistema de Integração do Açude Pacajus ao Eixão das Águas

29 de dezembro de 2016

Obra possibilita o aproveitamento de 24,3 milhões de metros cúbicos de água, aumentando a garantia hídrica do sistema que abastece Fortaleza e Região Metropolitana

 

O governador Camilo Santana inaugura, às 9h desta quinta-feira (29), o Sistema de Integração do Açude Pacajus ao Eixão das Águas. A obra possibilitará um maior e mais eficiente aproveitamento das águas do reservatório, contribuindo para o incremento da segurança hídrica em Fortaleza e Região Metropolitana. Ao custo de R$ 2.153.545,12, a intervenção possibilita a captação da reserva estratégica do manancial. Atualmente, o Pacajus tem 24,3 milhões de metros cúbicos, que passam a se integrar ao macrossistema que abastece a RMF.

Pensado no âmbito do Grupo de Contingência, formado por técnicos da Secretaria dos Recursos Hídricos (SRH), Companhia Estadual de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), Superintendência de Obras Hidráulicas (Sohidra), Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), Defesa Civil Estadual e o próprio Gabinete do Governador, a obra constitui-se numa medida adicional às anunciadas no Plano de Segurança Hídrica da Região Metropolitana de Fortaleza.

A queda no nível do Açude Pacajus começou a inviabilizar o aproveitamento das águas do reservatório. A ligação com o Açude Ereré, que era feita por meio de canais, foi cortada em virtude do baixo nível das águas. A nova interligação aumentará também a eficiência do sistema, já que pelo sistema anterior (Ereré) eram necessários dois bombeamentos para a água chegar ao Açude Pacoti.

Sobre a obra

Constituída de um Canal de Aproximação de cerca de 350 metros, uma Estação de Bombeamento com quatro bombas (capacidade de aduzir 0,5 metro cúbico por segundo cada); e uma adutora de 800mm de diâmetro e 280 metros de extensão, a intervenção tem caráter duplo: emergencial e estruturante. Emergencial por aproveitar todo o potencial do reservatório em pleno momento de seca extrema e estruturante por substituir o antigo sistema, com maior eficiência.

A partir do acionamento do sistema, as águas serão bombeadas para o Eixão das Águas, chegando ao Açude Pacoti, que integra o Macrossistema de Abastecimento de Fortaleza e Região Metropolitana.

29.12.2016