Ceará terá R$ 6 bilhões em investimentos privados

2 de Janeiro de 2017

 

Os investimentos deste ano são de empresas do setor de energias renováveis, metalmecânica, alimentos, calçados e componentes, produtos químicos, gás natural e outros

 

O volume de novos investimentos no Ceará por parte da iniciativa privada, projetado em protocolos de intenção firmados em 2016, chega a R$ 6,01 bilhões. O montante, o maior dos últimos dois anos, é referente a 37 pleitos aprovados pelo Conselho Estadual de Desenvolvimento Industrial (Cedin) em 2016, com expectativa de 3.710 empregos diretos.

Os valores de 2016 superam em torno de 30% os do ano anterior, quando os protocolos assinados previam R$ 4,63 bilhões em investimentos. Em relação a 2014, cujo aporte foi de R$ 2,93 bilhões, o acréscimo foi em torno de 205%.

Os investimentos deste ano são de empresas do setor de energias renováveis, metalmecânica, alimentos, calçados e componentes, produtos químicos, gás natural e outros. Além da Região Metropolitana de Fortaleza, estão sendo contemplados municípios do Interior, como Barbalha, Forquilha, Irauçuba, Icapuí, Juazeiro do Norte, Sobral, Várzea Alegre e Viçosa do Ceará.

“2016 foi um ano de economia difícil, para além da grave crise, a seca, mas o Governo Camilo trabalha no sentindo de vencer os desafios impostos pelas adversidades. Consideramos positivo o resultado da atração de investimentos, houve crescimento em relação aos últimos dois anos”, ressalta a secretária do Desenvolvimento Econômico, Nicolle Barbosa.

Quanto dos investimentos privados já realizados que entraram em operação ano passado, Nicolle destaca que o Ceará vem produzindo placas de aço para o mundo. “Para nós todos cearenses, um motivo de grande orgulho ver já em pleno funcionamento a CSP”.

A secretária informa que o Ceará, por meio da SDE, está em permanente acolhimento às empresas já existentes no Estado como forma de dar suporte, atenção e resolutividade às suas demandas e, dessa forma, mantendo no Estado os investimentos já conquistados.

“Acreditamos que para 2017 teremos a nova política de incentivos que trará mais competitividade ao Estado especialmente para alguns setores estratégicos, principalmente aos que agreguem alta tecnologia e grande investimento, como por exemplo o setor farmoquímico. Aliás, é um desejo do Governador Camilo modernizar o perfil da nossa indústria”.

Empresas implantadas

Neste ano,o número de investimentos privados realizados no Ceará foram da ordem de R$ 9,74 bilhões, com a geração efetiva de 3.342 empregos diretos. Do total de investimentos, R$ 9,6 bi referem-se ao projeto finalizado da siderúrgica.

O Governo do Cear´á, dentro de política de interiorização do desenvolvimento, apoiou iniciativas, além da RMF, nos municípios do Interior, entre eles Crato, Marco, Irauçuba, Redenção, Tianguá e Trairi. São empresas que obtiveram incentivos fiscais no âmbito do Fundo de Desenvolvimento Industrial (FDI) para implantação e/ou ampliação de seus projetos.

 

 

02.01.2016

Suzete Nocrato
Assessora de Comunicação
+55 85 9 9922-3123

Expediente imprensa 05dez 2016-01