Primeira-dama do Estado participa de oficina do Programa Criança Feliz em Brasília

24 de Janeiro de 2017

O Programa Mais Infância Ceará, idealizado pela primeira-dama Onélia e lançado em agosto de 2015, é exemplo no Brasil nas ações realizadas para a infância

 

RWhatsApp Image 2017-01-23 at 16.29.08A primeira-dama do Estado, Onélia Leite Santana, participa, desta segunda (23) a quarta-feira (25), em Brasília, da Oficina de Alinhamento Intersetorial dos Comitês Estaduais do Programa Criança Feliz. No encontro são abordados diversos aspectos do programa e estratégias para a implementação em cada estado. O evento reúne integrantes do Comitê Gestor dos 26 estados e do Distrito Federal e representantes das gestões estaduais. Na ocasião, Onélia esteve com o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, e o presidente da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, Eduardo Queiroz.

Entre os temas abordados na programação desta segunda-feira estão o Desenvolvimento Infantil na Primeira Infância; a apresentação de experiências internacionais e nacionais de implementação de R32363858931 235bb1c272 zprogramas para a primeira infância; a apresentação do Programa Criança Feliz; além de painel sobre o papel das políticas públicas na Intersetorialidade do Programa Criança Feliz.

A primeira-dama afirmou que o Ceará é exemplo na área da infância para o país. “Estou muito feliz, porque o Programa Mais Infância Ceará está de acordo com o que é determinado no cenário mundial para que um programa que tenha qualidade, pois está baseado na intersetorialidade e no olhar integral às necessidades das crianças cearenses. E muitas das recomendações que estão sendo implementadas pelos ministérios o Ceará já vem executando”, ressaltou. Onelia citou ainda a criação do Plano da Cultura da Infância e do Comitê Intersetorial das Políticas Públicas para a Primeira Infância; a construção de creches, entre outros. “Além do Plano da Cultura da Infância, o governador lançou o primeiro edital em todo o Brasil voltado exclusivamente para apoio a projetos culturais para o público infantil no valor de um milhão de reais; criamos o comitê e já estamos acima da média nacional em relação ao número de crianças nas creches”, afirmou.

Ela ainda destacou outras ações realizadas pelo Programa Mais Infância Ceará, voltado para o desenvolvimento infantil e lançado em agosto de 2015, como a realização da formação para os profissionais que lidam com as crianças pela STDS e Educação, além da capacitação de 700 agentes comunitários de saúde e 120 enfermeiros. E ainda a criação de espaços públicos adequados para o desenvolvimento infantil. Foi realizada a licitação de 22 brinquedopraças, 35 brinquedocreches e 6 Praças Mais Infância tipo 2 em 2016 e com a previsão de entrega para os municípios ainda neste ano.

Em relação às consequências do Zika Vírus, foram implantados 19 Núcleos de Estimulação Precoce nas Policlínicas Regionais do Estado para o tratamento de crianças com microcefalia e outros transtornos neuropsicomotores. “Tudo isso está dentro do Programa Mais Infância Ceará. Temos ainda a integração das políticas. Já fizemos o mapeamento das famílias em vulnerabilidade social através da STDS, que capacitou profissionais dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) nos 36 municípios de menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) com foco no desenvolvimento infantil e no fortalecimento de vínculos e realizou visitas domiciliares em 34 destes municípios para o acompanhamento de 3.247 famílias. Nossa meta é chegar aos 36 municípios mais necessitados desses acompanhamentos. E vamos fazer muito mais pelas crianças cearenses neste ano!”, completou a primeira-dama.

24.01.2017

Fotos: Mauro Vieira/MDSA

Assessoria de Imprensa do Gabinete da Primeira-Dama
Déborah Vanessa
deborah.vanessa@gabgov.ce.gov.br

Expediente imprensa 05dez 2016-01