SPD certifica 24 agentes comunitários de saúde do município de Beberibe

26 de Janeiro de 2017

Vinte e quatro agentes comunitários de saúde (ACS) do município de Beberibe, no litoral Leste do Ceará, receberão o certificado de formação em Terapia Comunitária Integrativa (TCI). A solenidade está programada para a manhã desta sexta-feira (27), na praia do Morro Branco. Os profissionais foram capacitados por iniciativa da Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD), através da equipe do Sistema Integrado de Prevenção (SIP) / Juventude em Ação.

 

O objetivo da formação dos ACS é oferecer aos familiares, amigos e vizinhos de estudantes de Beberibe que participaram do programa de prevenção às drogas Juventude em Ação (JA) um cuidado coletivo acolhedor e uma reflexão sobre os desafios do cotidiano, em especial no tocante às drogas. Os profissionais têm participado de uma série de rodas de conversa em diferentes espaços municipais, com a presença de homens, mulheres e jovens de diversas localidades de Beberibe. Os desafios mais abordados são insegurança, violência, desemprego e conflitos familiares.

 

Coordenadora do SIP / Juventude em Ação da SPD, a psicóloga Miriam Barreto avalia que a participação dos agentes comunitários de saúde tem sido decisiva em prol das comunidades na discussão e busca de soluções para os seus desafios. Segundo ela, o reconhecimento das competências individuais, familiares e comunitárias fortalece os fatores de proteção ao uso de drogas.

 

A terapia comunitária constitui-se numa roda de partilha de experiências e sabedoria na qual o acolhimento e o respeito ao outro são fundamentais. Nesse processo todos são co-responsáveis na busca de soluções para sofrimentos e problemas do cotidiano. Todas as experiências são relevantes. Há fortalecimento dos vínculos sociais e os conflitos são redimensionados.

 

Na TCI, preconceitos e estereótipos são quebrados, com a reconquista de espaços comunitários saudáveis, onde são encontrados valorização, aconchego e confiança. Há troca de vivências e sentimentos, como também a partilha de canções, provérbios, poesias, lendas. Tudo é material que enriquece os grupos de trabalho e faz de cada um deles uma experiência única e marcante. “O participante da TCI abandona a descrença na capacidade do outro para acreditar no potencial de cada um. O aprender coletivamente gera uma dinâmica de inclusão e empoderamento”, destaca Miriam Barreto.

 

A ideia da SPD é levar a capacitação de agentes comunitários de saúde para todas as localidades cearenses cujos estudantes foram contemplados com o Juventude em Ação, beneficiando mais famílias e criando uma espécie de força-tarefa de prevenção às drogas e em prol de uma vida saudável.

 

26.01.2017

 

Fernando Brito
Repórter

 

Daniela Negreiros
Assessora de Comunicação da Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD)
(85) 3238.5090 / 98902.7939 – comunicacao@spd.ce.gov.br / daniela.negreiros@spd.ce.gov.br