Seduc aprimora sistema gerencial para melhoria da alimentação escolar

8 de Fevereiro de 2017

Montar seus próprios cardápios, com base nas escolhas feitas pelos alunos e planejar suas compras com mais tranquilidade. É assim que as escolas regulares da rede pública estadual irão trabalhar a partir do desenvolvimento de um novo componente ligado ao Sistema de Informações Gerenciais (Sige), no caso, o Sige Alimentação Escolar. Com a medida, o Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Educação (Seduc), objetiva melhorar o atendimento aos estudantes  e possibilitar aos gestores mais economia, otimização de tempo e agilidade em todos os processos. A ferramenta será apresentada pelo secretário Idilvan Alencar, nesta quinta-feira, dia 9, às 8h30, na Escola de Ensino Fundamental e Médio Santa Luzia.

 

Essa ação também fortalece o modelo de gestão escolarizada, já adotado pela Seduc, que favorece a autonomia escolar e a participação da comunidade. O trabalho conta com uma equipe de nutricionistas que elabora sugestões de cardápios aos jovens matriculados, com base nas recomendações do Programa Nacional de Alimentação (PNAE). Ao todo, serão 135 preparações, sendo que 70 foram pensadas para as necessidades nutricionais específicas dos estudantes, como diabetes, entre outras situações. As demais vão para as escolas regulares, indígenas e quilombolas.

 

O secretário Idilvan Alencar explica que cada unidade escolar adequará essas sugestões à preferência alimentar do seu aluno, sem contudo oferecer alimentos e refeições inadequadas do ponto de vista da segurança alimentar e nutricional. “Para isso, o estudante responderá a uma enquete sobre as suas opções. A ideia é oferecer uma alimentação que atenda às necessidades nutricionais dos jovens mas esteja em sintonia com suas escolhas”, ressalta.

 

O gestor escolar também terá a tecnologia a seu favor para organizar uma grade de cardápios e planejar a compra dos alimentos durante o ano letivo. O sistema irá calcular a quantidade de cada ingrediente para execução do cardápio escolhido e finalizará com o valor do recurso da escola.

 

Além da melhoria proporcionada pela inovação, quem prepara  a alimentação no dia a dia da escola tem recebido formação e informações por parte da Seduc. A preparação visa capacitar esses profissionais, garantindo os conhecimentos relacionados à alimentação, nutrição e controle higiênico (sanitário).

 

Como forma de complementar os recursos repassados pelo Governo Federal e manter a melhoria da qualidade da alimentação escolar, a gestão estadual investiu, desde 2016, R$ 10 milhões na aquisição de gêneros alimentícios (arroz, feijão, macarrão, farinha de milho e açúcar), distribuídos para as escolas.

 

Serviço:
Lançamento do Sige Alimentação Escolar
Data: 09/02/2017
Horário: 8h30
Local: Rua João Cordeiro,711 – Meireles

08.02.2017

Assessoria de Comunicação da Seduc
imprensa@seduc.ce.gov.br

 

Expediente imprensa 08jan 2017-01