Vice-governadora recebe embaixador italiano para reforçar parceria entre os países

8 de Fevereiro de 2017

Na reunião, foram apresentados os setores econômicos mais atrativos do Ceará para investimentos estrangeiros

A vice-governadora Izolda Cela recebeu, nesta quarta-feira (8), no Palácio da Abolição, em Fortaleza, o embaixador da Itália no Brasil, Antonio Bernardini, o cônsul da Itália no Nordeste, Gabor de Zagon, e o cônsul honorário em Fortaleza, Roberto Misici, para tratar de parceria econômica comercial e cultural entre os países.

WEB_TS5362.jpgFizemos uma prospecção sobre as áreas de fortalecimento que possam representar interesses, tanto para o Estado como para a comunidade empresarial italiana. Mostramos as nossas potencialidades e necessidades nas mais diversas áreas, como de energia, água, exportação, social, cultural. Tenho certeza que o embaixador pode perceber, de forma mais profunda, o perfil do Ceará”, salientou Izolda Cela.

Na reunião, que contou com a participação de secretários de Estado e do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, foram apresentados os setores econômicos mais atrativos do Ceará para investimentos estrangeiros, como Porto do Pecém, energias renováveis, novas tecnologias para crise hídrica (dessalinização), obras de infraestrutura e plano de concessões; potencial da ZPE para beneficiamento e exportação de mármore e granito cearenses.

O WEB_TS5386.jpgembaixador da Itália no Brasil, Antonio Bernardini, disse que terá a missão de procurar empresários que tenham interesse de investir no Brasil. “Fico muito feliz de termos concluído positivamente essa reunião de trabalho, em que falamos muito sobre a possibilidade de cooperação entre a Itália e o Ceará. Penso que trabalharemos em parceria no futuro, pois vamos procurar as empresas italianas que desejam expandir os negócios e, quem sabem, venham instalar-se no Ceará”, destacou.

Para o prefeito Roberto Cláudio, o encontro teve um saldo positivo para ambos os países. “Tratamos de alguns projetos que, potencialmente, haja interesse da Prefeitura de obter capital internacional, em que o governo italiano possa incorporar. A exemplos do potencial de concessão e PPPs, como os BRT’s, estacionamento e iluminação pública; e das incorporações imobiliárias em projetos de revitalização, como o Centro de Fortaleza e a área retroportuária do Porto do Mucuripe”, finalizou o prefeito.

08.02.2017

Wiarlen Ribeiro
Repórter / Célula de Reportagem

Fotos: Tiago Stille / Governo do Ceará


Expediente imprensa 05dez 2016-01