Governo do Ceará distribuirá 1,7 milhão de camisinhas no Carnaval

21 de Fevereiro de 2017

 

As Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) são consideradas como um dos problemas de saúde pública mais comuns em todo o mundo   

A Secretaria da Saúde do Estado tem 1.780.000 camisinhas para os municípios e instituições públicas e privadas utilizarem em suas ações educativas de prevenção do HIV/Aids durante o período carnavalesco. A carga de preservativos é formada por 700 mil unidades do estoque da própria Secretaria, mais 1.080.000 unidades repassadas pelo Ministério da Saúde. Durante a semana que antecede o Carnaval serão realizadas palestras educativas com distribuição de material educativo e preservativos masculinos e femininos para empresas, secretarias municipais de Saúde e instituições de ensino superior. A solicitação deve ser feita por ofício ao Núcleo de Vigilância Epidemiológica (NUVEP) da Secretaria da Saúde do Estado, com indicação da quantidade solicitada e a descrição das ações educativas que serão realizadas para a distribuição dos preservativos.

No Ceará, foram notificados 17.536 casos de aids entre os anos de 1983 até o início de fevereiro de 2017. O coeficiente de mortalidade no Brasil é de 5,7 por 100 mil habitantes. No Ceará, essa taxa vem se mantendo abaixo da média nacional desde 2007, variando entre 3,0 a 4,4 óbitos por 100 mil habitantes no período. Na série histórica da taxa de detecção de casos de aids em adultos percebe-se gradativo aumento até o ano de 2012 chegando a 12,4 casos por 100 mil habitantes, com discreto declínio nos anos posteriores. A maior ocorrência da doença no Estado se dá na faixa etária adulta de 30 a 39, seguida dos adultos jovens de 20 a 29 anos.

A aids é uma doença causada pelo vírus HIV e que é transmitida através da troca de secreções (sangue, esperma, secreção vaginal e leite materno) entre uma pessoa infectada e uma pessoa sadia, em situações como relações sexuais desprotegidas ou transfusões de sangue. Por isso, hábitos simples como o uso do preservativo durante o sexo e a utilização de seringas e agulhas descartáveis são a melhor forma para evitar a transmissão do vírus.

As Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) são consideradas como um dos problemas de saúde pública mais comuns em todo o mundo. Em ambos os sexos, tornam o organismo mais vulnerável a outras doenças, inclusive a aids, além de terem relação com a mortalidade materna e infantil. A qualidade da assistência prestada nos serviços de saúde e o diagnóstico precoce são as principais estratégias para a redução mortalidade e morbidade à aids. No Ceará funcionam 26 Serviços de Assistência Especializada em HIV/Aids (SAE), em 13 municípios. Na rede pública estadual, esses serviços especializados funcionam no Hospital São José de Doenças Infecciosas, Hospital Geral de Fortaleza, Hospital Infantil Albert Sabin e Centro de Saúde Meireles.

O objetivo destes serviços é prestar um atendimento integral e de qualidade aos usuários, por meio de uma equipe de profissionais de saúde. Os serviços no Ceará contam com médico infectologista e profissional de enfermagem e, em alguns serviços, a equipe é composta também de assistente social e psicólogo. Além do tratamento para o HIV/Aids, também é realizado testes para detecção do HIV e sífilis, bem como outros exames necessário para o melhor acompanhamento do paciente e a dispensação de medicamentos antirretrovirais.

 

Programação da campanha de prevenção

AÇÃO

LOCAL

DATA

HORÁRIO

Educação e Saúde;
Distribuição de material informativo/ educativo sobre IST e AIDS;

Orientação sobre o uso do preservativo (masculino e feminino)

 

VAPT VUPT

 

20 e 22/02/2017

 

14h às 16h

Distribuição de preservativos e material informativo/ educativo sobre IST e AIDS;

Ceará 40 Graus
Avenida Beira Mar

21 e 23//02/2017

18h às 20h

Distribuição de material informativo/ educativo sobre IST e AIDS;

Distribuição e orientação sobre o uso do preservativo (masculino e feminino)

 

Shopping Benfica

 

24/02/2017

 

11h às 16h30

 

21.02.2017

Assessoria de Comunicação da Sesa
Cristiane Bonfim/ Marcus Sá / Helga Rackel  (85) 3101.5221 / 3101.5220
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara

Expediente imprensa 09jan 2017-01