Atendimento imediato salva vida de vítima de infarto agudo do miocárdio

19 de abril de 2017 # # # # # # #

Assessoria de Comunicação do Hospital de Messejana Milena Fernandes Contato: (85) 3101-4092 / (85) 98841.3091

Manoel Bezerra, 45, primeiro paciente vítima de IAM a ser atendido com trombolítico pelo SAMU 192 no Ceará, evolui bem no Hospital de Messejana

No feriado de Páscoa, na última sexta-feira (14), o motorista Manoel Bezerra de Lima, 45, procurou logo a unidade de emergência mais próxima da residência dele no município de Senador Pompeu, a 287 km da Capital. Ele sentia fortes dores no peito, enjoo e tontura. “Eu pensei que não era nada demais, apenas um desconforto no peito. Mas as dores foram aumentando e eu não aguentei, tive que buscar atendimento médico”, revela. O motorista foi o primeiro paciente, vítima de infarto agudo do miocárdio, a receber o medicamento trombolítico nas ambulâncias do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU 192). O atendimento médico e a ação rápida da equipe do SAMU 192 para salvar a vida de Manoel garantiram que ele chegasse a tempo no Hospital de Messejana Dr. Carlos Studart Gomes, da rede pública do Governo do Ceará, em Fortaleza. Além de Manoel Bezerra, outros dois pacientes já foram atendidos pelo novo serviço no SAMU 192, inédito em âmbito estadual.

O uso do trombolítico, disponibilizado este ano nas ambulâncias do SAMU 192, desde o dia 11 de abril, permite desobstruir a artéria quase de imediato e aumenta as chances de sobrevivência e recuperação sem sequelas da vítima de infarto agudo do miocárdio. Após a medicação, em poucos minutos, Manoel começou a se sentir melhor. O paciente fez um eletrocardiograma em um hospital de Senador Pompeu e foi constatado uma alteração no exame compatível com um infarto. O SAMU 192 foi acionado, reavaliou o caso, confirmou que se tratava de um infarto, administrou o uso do trombolítico e trouxe o paciente para Fortaleza, para ser atendido no Hosptial de Messejana, que é referência em doenças cardíacas graves. Ao chegar no Hospital de Messejana, um novo eletrocardiograma foi realizado, demonstrando que a artéria estava desobstruída parcialmente. Manoel Bezerra foi encaminhado para o setor de Hemodinâmica onde fez uma estratificação invasiva precoce, que é uma análise detalhada dos vasos do coração.

O cardiologista residente da Hemodinâmica do Hospital de Messejana, Andrei Antunes, explica que, através de critérios clínicos e eletrocardiográficos, foi constatado que Manoel tinha uma obstrução grave na principal artéria do coração. “Fizemos uma angioplastia primária, colocando um stent na região dessa obstrução, restabelecendo o fluxo de sangue na região infartada de maneira satisfatória. O paciente vem evoluindo bem e em poucos dias deverá receber alta”, afirma. O stent é uma pequena prótese em formato de tubo que é colocada no interior de uma artéria para evitar uma possível obstrução total dos vasos.

Manoel ainda está na enfermaria do hospital, mas a todo instante agradece a Deus e à equipe que o atendeu. “Se não fosse o bom atendimento em Senador Pompeu, o medicamento no SAMU e a agilidade no procedimento aqui no Hospital de Messejana, eu não estaria mais aqui para contar a história”, comemora. Além do acompanhamento médico diário, o paciente também é orientado por nutricionistas, que estão passando informações e dicas sobre novos hábitos de vida e alimentação saudável. “Sempre comi muita gordura, comida pesada. Agora, as nutricionistas do Hospital de Messejana estão recomendando sobre o que eu devo e não devo comer. Vou seguir direitinho. Não quero passar esse susto novamente”, comenta Manoel.
Infarto agudo do miocárdio

O infarto agudo do miocárdio ocorre quando a artéria que irriga o coração sofre obstrução. O sangue não consegue levar oxigênio para o coração e o músculo cardíaco entra em necrose (morre). O medicamento trombolítico desfaz a obstrução e a circulação no coração volta a acontecer, interrompendo o infarto. O ataque cardíaco é uma ocorrência grave, que está entre as principais causas de morte no Brasil e no mundo. No entanto, quanto mais rápido o atendimento médico, maiores serão as chances de sobrevida.

As vítimas de infarto agudo do miocárdio no Ceará passaram a receber esse tipo de atendimento que aumenta as chances de sobrevivência e recuperação sem sequelas há uma semana. No último dia 11 de abril, o governador do Ceará, Camilo Santana, participou da solenidade de implantação do medicamento trombolítico nas ambulâncias do SAMU, inédito em âmbito estadual. O evento foi realizado na sede do SAMU, no Eusébio. A expectativa é de que a incorporação do trombolítico reduza em 17% o número de óbitos por infarto.
SAMU 192 Ceará

Em 2016, o SAMU fez um total de 51.573 atendimentos no Ceará, o que representa 4.297 atendimentos por mês. Neste ano, já foram realizados 14.013 atendimentos de janeiro a março, uma média de 4.671 por mês. No ano passado, os casos de Infarto Agudo do Miocárdio (IAM) atendidos pelo SAMU no Ceará chegaram a 3.949, 7,65% do total em 2016. Em 2017, os profissionais do SAMU prestaram socorro a 1.182 pacientes com IAM, 8,43% do total atendido no período.

O serviço do SAMU funciona 24 horas por dia com equipes multiprofissionais de saúde, formada por médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e socorristas, que prestam o socorro em qualquer lugar, seja ele privado (residências, locais de trabalho etc) ou público (vias públicas), após chamada gratuita, feita através do 192.
Hospital de Messejana

O Hospital de Messejana é referência nacional na realização de angioplastia coronariana primária e implante de stents no infarto agudo do miocárdio. Por mês são realizadas cerca de 120 angioplastias, procedimento médico para abertura do entupimento de uma artéria do coração. Os sintomas mais comuns do infarto agudo do miocárdio são: desconforto no peito que pode acometer a região torácica, do umbigo até o queixo, irradiação para o braço e mandíbula, além de sudorese e mal estar. Alguns pacientes podem ter sintomas confundíveis com outros problemas mais simples, retardando o diagnóstico.

Além da angioplastia coronária, outros procedimentos são feitos com frequência no setor de Hemodinâmica do Hospital de Messejana, onde são atendidos cerca 600 pacientes por mês. São realizados: cateterismo cardíaco, tratamento de doenças estruturais congênitas, avaliações para transplantes cardíacos, biópsia do miocárdio, colocação de marcapassos, diagnóstico e procedimentos terapêuticos em crianças portadoras de cardiopatia congênita, estudo eletrofisiológico e terapêutica das arritmias cardíacas e procedimentos diagnósticos e terapêuticos na área endovascular.

Núcleo de comunicação

  • Assessor Especial de Comunicação Chagas Vieira
  • Coordenadora de Imprensa Ana Cristina Cavalcante
  • Porta-voz Thiago Cafardo
  • Gestora de Conteúdo Wania Caldas
  • Gestor de Fotografia José Wagner
  • Fotografia Oficial Carlos Gibaja
  • Gestores de Secretarias Ciro Câmara Ana Martins Sabrina Lima
  • Comunicação Institucional Giselle Dutra
  • Gestor de Rádio Lúcio Filho
  • Gestor de TV Weberte Lemos
  • Gestor de Web Bruno Bacs
  • Gestor de Reportagem Wilson Zanini
  • Reportagem André Victor Rodrigues Thiago Sampaio Caio Faheina
  • Assessoria Primeira Dama Déborah Vanessa Wiarlen Ribeiro
  • Fotografia Ariel Gomes Marcos Studart Tiago Stille Nívia Uchôa Lia de Paula
  • Mídia Sociais Alyne Castro Daniel Santos Yuri Lobato