Cariri: seminário discute ações para o desenvolvimento da Região

14 de maio de 2017 # #

Assessoria de Comunicação da Secretaria das Cidades Giuliano Vandson (85) 3207.5249 / 988010041 / 999613132 / giuliano.vandson@cidades.ce.gov.br

Ações integradas para o desenvolvimento da Região Metropolitana do Cariri: este foi o tema principal discutido no Seminário de Desenvolvimento da RMC, realizado no Centro de Convenções do Cariri na última sexta-feira (12).

“O grande objetivo desse seminário é iniciar, nesse encontro, o Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado que será um processo longo de debates com todos os nove municípios da RMC, com audiências públicas, discussões nas câmaras municipais e, por fim, encaminhar para a Assembleia Legislativa onde serão discutidos e aprovados os itens do PDUI do Cariri”, explica o secretário das Cidades, Jesualdo Farias.

O evento, comandado pela Secretaria das Cidades, teve a presença de mais de 530 pessoas, e o desenvolvimento integrado do Cariri foi debatido entre secretários de Estado, 14 prefeitos, dois reitores, além de dezenas de vereadores, lideranças locais e regionais, gestores, empresários e estudantes.

O Seminário de Desenvolvimento da Região Metropolitana do Cariri também contou com várias palestrantes que apresentaram visões e perspectivas, em suas áreas, sobre o desenvolvimento integrado do Cariri. O coordenador do Banco Mundial, Paul Procee, o reitor da Universidade Federal do Cariri (UFCA), Ricardo Ness, o reitor da Universidade Regional do Cariri (Urca), Patrício Melo, a técnica da SCidades, Rita Bezerra e o presidente do Instituto de Estudos e Pesquisas sobre o Desenvolvimento do Estado do Ceará (Inesp), George Valentim destacaram potencialidades do Cariri.

O representante do Banco Mundial, Paul Procee, avalia que a ideia do seminário é fundamental para uma região de grande riqueza humana e natural. “Pensar integrado com todos os municípios é o primeiro passo. Temos que apoiar e investir mais no desenvolvimento econômico da região. O BIRD trabalha na RMC a área de infraestrutura, saneamento, transportes e resíduos sólidos, focar nas questões que estão base. Vejo a RMC crescendo nos últimos dez anos e falta ainda planejamento urbano para proteger os recursos naturais, como a serra do Araripe, através de programas e ações”.

A estudante de geografia da Universidade Regional do Cariri, Luana de Araújo, destaca que incluir a universidade dentro da construção das ações da RMC é uma grande iniciativa. “Esse seminário de desenvolvimento já começa acertado, pois junta os líderes políticos e a sociedade civil que pode contribuir muito para o crescimento de todo o Cariri. Temos cientistas e pesquisadores na universidade que vivem e pensam a RMC, todos os dias e, que podem agregar, consideravelmente, nessas propostas”.

Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado

O PDUI é um instrumento que estabelece, com base em processo permanente de planejamento, as diretrizes para o desenvolvimento urbano da região metropolitana ou da aglomeração urbana. O Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado estabelece também as condições para gestão plena da Região Metropolitana ou aglomeração urbana, mediante aprovação de lei estadual que deverá ser revista, pelo menos, a cada 10 (dez) anos e deve considerar o conjunto de Municípios que compõem a unidade territorial urbana e abranger áreas urbanas e rurais.

O prefeito do Crato, Zé Ailton Brasil, reforça a importância da elaboração do PDUI. “É um momento ímpar, para o Crato e para os municípios que fazem a RMC, para trabalhar um planejamento regional. Temos que pensar o Cariri não como cidades isoladas, mas como uma zona de ação integrada pensando em ações para o turismo, para o saneamento e para os resíduos sólidos”.