Apresentado o resultado do Plano Estadual de Pacificação e Regulamentação das Torcidas Organizadas

16 de maio de 2017 # #

O evento ocorreu na tarde desta terça-feira, no Auditório Blanchard Girão, no Castelão

O resultado do Plano Estadual de Pacificação e Regulamentação das Torcidas Organizadas foi apresentado na tarde desta terça-feira (16), durante coletiva de imprensa no Auditório Blanchard Girão, na Arena Castelão. Participaram representantes da Secretaria do Esporte de Ceará (Sesporte), da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude (Cojuv), do Batalhão de Eventos da Polícia Militar e Clube Esportivo.

Na ocasião, o titular da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude (Cojuv), David Barros, apresentou um balanço positivo do conjunto de ações preventivas durante os jogos realizados nesse primeiro trimestre. “Esse ano está sendo bastante tranquilo em relação aos dois últimos anos. A intenção é construir essa harmonia com a presença das torcidas organizadas e a volta das famílias as praças esportivas nos estádios. Para que assim possamos aprimorar e fortalecer o nosso trabalho”, comenta.

 

O número de ocorrências teve queda significativa, somando apenas 13 fatos durante todo o Campeonato Cearense de Futebol 2017. Sendo apenas duas invasões de estádio, dois registros de consumo de álcool, apenas uma ocorrência de roubo, assim como uma de venda de ingresso falsificado. O maior número de ocorrência foi o de consumo de drogas (maconha), no total de cinco. Enquanto, tumultuo e uso irregular de camisa de torcida, tiveram um registro cada.

O secretário adjunto da Sesporte, Wilame Alencar, destacou a diminuição nos índices de violência relacionados aos jogos de futebol e às torcidas organizadas. “A secretaria está muito satisfeita com a apresentação desse resultado para a sociedade cearense. Queremos que as torcidas façam parte do espetáculo nas arquibancadas. Vamos conquistá-las e aumentar nosso envolvimento ainda mais para que possamos identificar os infratores e bani-los. Precisamos da segurança e as organizadas possuem papel fundamental nesse aspecto”, finaliza.

Para o Tenente Coronel do Batalhão de Eventos da Polícia Militar, Guilherme Fontelle, a parceria entre as entidades foi benéfica. “Praticamente não tivemos ocorrências de conflitos entre as torcidas organizadas, já que foi realizado um alinhamento da Polícia Militar, Sesporte e Cojuv. Fizemos um planejamento das ações nos jogos e um trabalho de prevenção desenvolvido pelo Governo do Ceará. Tivemos um resultado eficaz no período do Campeonato Cearense e que esse reforço tenha continuidade nos próximos jogos”, ressalta.

O resultado do Plano Estadual de Pacificação e Regulamentação das Torcidas Organizadas foi eficiente de acordo com o presidente do Conselho Deliberativo do Fortaleza Esporte Clube, Demetrio Coelho, “Os membros da comissão tem trabalhado bastante no relacionamento com a diretoria das organizadas, e nós temos sentido que o clima tem melhorado bastante nas arquibancadas”, afirma.

Outras iniciativas foram apresentadas para o Campeonato Brasileiro, como: a normativa das torcidas organizadas visitantes em estádios cearenses, a parceria com os clubes referente ao sócio-torcedor organizado e o projeto de lei que será encaminhado à Assembleia Legislativa para regulamentar a atuação das torcidas organizadas, baseada no estatuto do torcedor.