Dia Mundial da Doação de Leite Materno: Hospital Regional Norte realiza mamaço na próxima sexta (19)

17 de maio de 2017 # #

Assessoria de Imprensa do HRN Thiago Conrado (88) 3677-9300

O Hospital Regional Norte (HRN), da rede pública do Governo do Ceará, realiza um mamaço nesta sexta-feira (19) com as mães cujos filhos estão internados na Unidade de Cuidados Intermediários (UCI). A programação especial marca o Dia Mundial da Doação de Leite Humano, que é comemorado na mesma data. As mães que estão acolhidas no Estar Materno, Unidade Mãe Canguru, Centro de Parto Normal, Internação Obstétrica também serão convidadas para receberem esclarecimentos sobre a doação de leite materno.

O objetivo da ação é sensibilizar mães que estão amamentando, acompanhantes, pacientes, visitantes e funcionários para a importância da doação de leite. O Banco de Leite Humano (BLH) do Hospital Regional Norte é o único da região e funciona há quase quatro anos. Desde agosto de 2013, foram coletados 524 litros de leite materno, um média de 105 litros por ano.

Para a coordenadora do BLH, Samara Andrade, campanhas como essas são de grande valia para informar as pessoas a importância que o leite materno tem para um recém-nascido e também para a mãe que doa. Ela destaca ainda que o Hospital está sempre disponível para esclarecer dúvidas das possíveis doadoras.

“Antes da mãe vir doar, é importante que ela faça um agendamento conosco por telefone, para assim ela saber exatamente em qual setor ela vai nos procurar. Bem como para passarmos orientações prévias sobre a higienização e cuidado antes da coleta”, ressalta Samara.

Leite que faz a diferença

Uma ação espontânea que faz a diferença. A dona de casa Francisca Sandra Sousa, 30 anos, do município de Coreaú, é mãe do pequeno Levi Gomes Albuquerque, de cinco meses. Francisca acompanha o filho mais velho Márcio Ítalo, de 8 anos, que está internado na Clínica Pediátrica. Ela percebeu que tem excesso de leite e decidiu procurar o BLH para realizar a sua primeira doação. “Estou com esse excesso e vi que poderia ajudar outras crianças. Me sinto feliz em ajudar outros bebês que necessitam”, destaca.


A gratidão é a palavra que resume o sentimento da dona de casa Antônia Marcivane da Silva, de 22 anos, do município de Mucambo, na zona norte. Ela acompanha a sua filha Bárbara Silva, que nasceu há cinco dias e se encontra na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTI Neo) devido a uma infecção neonatal precoce. “Me sinto muito grata e feliz em saber que a minha filha está recebendo esse leite. Aproveito para dizer para outras mães que doem porque muitos bebês precisam”, afirma.