UTD: concludentes lotam auditório durante cerimônia de entrega de certificados

3 de julho de 2017 # # #

Cynthia Cardoso Fontenele Jornalista | 1982 JP/CE Assessoria de Comunicação - Secitece 85 3101-6466 / 6469

No evento, os estudantes aproveitaram para dar depoimentos sobre como a UTD deverá contribuir para seu desenvolvimento profissional

“É surpreendente ver que toda essa grande estrutura da Universidade do Trabalho Digital consegue ser, ao mesmo tempo, tão aconchegante e oferecer tanto suporte ao aluno”: É o que constata Victória Nascimento, de 18 anos, concludente do curso “Informática para o Mercado de Trabalho”. A jovem garantiu a capacitação gratuita que irá lhe ajudar a alcançar melhores oportunidades de emprego.

Victória e outros 667 estudantes receberam, na tarde da última semana, seus certificados pela conclusão de cursos em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) ofertados pela UTD neste primeiro semestre.

A cerimônia de certificação foi conduzida pela coordenadora da UTD, Jamaci Oliveira, e lotou o sexto andar do edifício São Luiz, onde funciona o projeto que é uma iniciativa do Governo do Ceará, através da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece). No evento, os concludentes aproveitaram para dar depoimentos sobre como a UTD deverá contribuir para seu desenvolvimento profissional.

Foram concluídas 37 turmas dos cursos “Iniciação Digital”, “Iniciação à Programação”, “Design Gráfico”, “Iniciação Digital para Pessoas com Deficiência Visual”, “Informática para o Mercado de Trabalho”, “Iniciação à Mecatrônica”, “Java com Banco de Dados”, “Programando com PHP Orientado a Objetos”, “Suporte e Manutenção de Computadores”, “Rede de Computadores”, “Web Design” e “Desenvolvimento de Aplicativos Mobile”.

Nova realidade

Durante a solenidade, o deficiente visual Tiago Melo, 31, deu seu depoimento sobre como a qualificação oferecida pela UTD pode mudar a vida da pessoa cega. “A realidade do cego dentro e fora do Brasil vem mudando com a ajuda da informática. Toda essa transformação começou com o Braile e ganhou força com a ajuda da tecnologia”.

Tiago continua: “Hoje existem cegos trabalhando como programadores, coordenando programas de software livre ao redor do mundo, entre outras atividades. Você mesmo pode estar conversando no Facebook ou no Whatsapp e nem saber que do outro lado há um cego”, sorri.

O jovem de 31 anos percebe a UTD como uma proposta inclusiva. “Treinamentos como estes, em instituições que já ofertam aulas para pessoas que enxergam, vêm de encontro com o que os cegos precisam, que é ter uma chance para aprender e, assim, poder trabalhar. Quando nos dão a oportunidade, a gente agarra e segue em frente!”, finaliza Tiago, que concluiu o curso Iniciação Digital para pessoas com Deficiência Visual.

Como participar da UTD

Os interessados devem ficar atentos ao período de inscrições no site da UTD (http://utd.sct.ce.gov.br). Para se inscrever, o candidato precisa ter idade a partir de 16 anos. As inscrições são feitas na própria sede da UTD (Rua Major Facundo, 500, 10º andar – Centro), de segunda a quinta-feira, das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h30. O candidato deve portar RG, CPF e comprovante de endereço.

Mais informações

(85) 3454-1257 / 3454-1987