Caminhada no Hospital de Messejana ajuda na recuperação de pacientes

4 de julho de 2017 # #

Assessoria de Comunicação do Hospital de Messejana Milena Fernandes (85) 3101-4092 / 98841.3091 Fotos: Assessoria de Comunicação do HM

A dona de casa Francisca Maria, 45, tem doença pulmonar obstrutiva crônica. Ela é acompanhada pelo setor de Reabilitação Pulmonar do Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes, da rede pública do Governo do Ceará. Além das consultas médicas e da fisioterapia, ela participa da Caminhada no Bosque. “Depois que eu comecei a participar da Caminhada, melhorei muito a respiração e a disposição, apesar de ter que ficar com o oxigênio o tempo todo”, comentou.

Todas as terças e quintas-feiras, das 8 às 9 horas, o Bosque dos Eucaliptos do Hospital de Messejana recebe a movimentação e alegria dos pacientes que participam do Projeto Caminhada no Bosque. O programa é voltado para os pacientes que concluíram os três meses de tratamento no Programa de Reabilitação Pulmonar. Os participantes são pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica, hipertensão pulmonar, asma, câncer de pulmão, fibrose pulmonar e pneumopatias crônicas em geral. “Os pacientes reabilitados que participam da Caminhada no Bosque demonstram uma grande melhora, até as internações desses pacientes diminuíram”, afirma a coordenadora da Reabilitação Pulmonar, Maria Tereza Morano.

O Projeto Caminhada no Bosque, criado em 2006, atende cerca de 50 pessoas. Ele foi desenvolvido para que os pacientes fossem conscientizados sobre a importância da prática de atividades físicas para uma melhor qualidade de vida e também para orientar sobre como fazer esses exercícios. O grupo participa de caminhada de até 1 km, exercícios nos aparelhos de musculação e aulas com técnicas da medicina tradicional chinesa, como o Tai Chi Chuan.

Um dos instrutores da Caminhada no Bosque é o fisioterapeuta Edmar Lima. Ele conta que o grupo é acompanhado por fisioterapeutas e educadores físicos da Universidade de Fortaleza, que tem parceria com o Hospital de Messejana. Os participantes também tem apoio da equipe multidisciplinar do hospital. “Aqui eles aprendem a respirar melhor, ganham mais independência nas atividades domésticas, maior flexibilidade, força e resistência muscular”, explica.

Entre os pacientes do Projeto Caminhada no Bosque, está o aposentado Geraldo Magela, de 82 anos, que tem enfisema pulmonar. “Aprendi exercícios ao ar livre, com a orientação do fisioterapeuta, que me ajudam a respirar melhor e hoje em dia, as crises não são muito frequentes. Sem falar no companheirismo das pessoas, essa convivência com os amigos nos deixa mais felizes,” conta.