Curso de Detecção de Casos de Fraude e Corrupção capacita servidores do Estado

31 de julho de 2017 #

Assessoria de Comunicação da CGE - 85 3101.3474 Flávia Salcedo - Coordenadora de Comunicação ( flavia.salcedo@cge.ce.gov.br ) Géssica Saraiva - Assessora de Comunicação ( gessica.saraiva@cge.ce.gov.br ) Camila Lins - Assistente de Publicidade ( camila.lins@cge.ce.gov.br ) Twitter: @cgeceara Facebook: www.facebook.com/cgeceara

A capacitação será ministrada pela empresa Deloitte Brasil e contará com a qualificação de mais 10 turmas

A Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado (CGE), com apoio da Escola de Gestão Pública do Estado (EGP), deu início nesta segunda-feira (31) às duas primeiras turmas do curso Detecção de Casos de Fraude e Corrupção, ministrado pela empresa Deloitte Brasil. A capacitação, que segue até o próximo dia 04 de agosto, tem como objetivo capacitar servidores e colaboradores dos poderes públicos no que tange aos principais aspectos relacionados à identificação de condutas de fraude e corrupção.

Convidado a abrir a primeira turma do curso, o secretário adjunto da CGE, Marconi Lemos, destacou a importância de preparar os servidores estaduais para vivenciarem casos de possíveis desvios éticos. “Quando pensamos o projeto do curso de detecção de fraudes e corrupção, não tínhamos a menor noção do cenário atual em que encontra-se a política do país, e isso nos prova que é necessário sim preparar nossos servidores para lidar com situações que envolvam desvios éticos”, destacou.

Ainda de acordo com o secretário, o curso é uma das primeiras ações a serem realizadas como fruto do Projeto de Integridade do Poder Executivo. “Esta capacitação já havia sido pensada há alguns anos atrás, mas só agora com a implementação do Projeto de Integridade do Poder Executivo do Estado pudemos executá-la. O projeto, que provavelmente será lançado em agosto desse ano, prevê a realização de ações voltadas para o fortalecimento da conduta ética dos servidores estaduais”, afirmou.

O curso Detecção de Casos de Fraude e Corrupção será realizado em dois módulos e abordará assuntos ligados a análise do pensamento político filosófico acerca da corrupção, o combate à corrupção no ordenamento jurídico brasileiro, o combate à corrupção no contexto internacional e instrumentos de prevenção à corrupção. Ao todo, serão capacitadas 10 turmas.

31.07.2017