Comercialização na Ceasa Cariri aumenta 21% no primeiro semestre

3 de agosto de 2017 # # # #

Uma melhor quadra invernosa e a boa safra de produtos regionais são os principais motivos do aumento na quantidade de produtos comercializados na Ceasa Cariri durante o primeiro semestre deste ano. De acordo com dados do Núcleo de Planejamento e Estatística da Ceasa (Nuple), de janeiro a junho de 2016, a Ceasa Cariri comercializou 23,3 toneladas de alimentos. Neste mesmo período de 2017, foram comercializadas 28,2 toneladas, o que representa um crescimento de 21% nas vendas.

Segundo Odálio Girão, analista de Mercado da Ceasa, o semestre apresentou um crescimento na oferta de comercialização impulsionado pelas boas colheitas de produtos da terra como: banana prata e pacovan, tomate, mamão e batata doce. Ao mesmo, houve também a influência de alimentos provenientes de outros estados do nordeste como laranja, melancia, uva, abacaxi, batata inglesa, cebola e cenoura.

Ainda de acordo com ele, a Ceasa Cariri abastece três estados: Paraíba, Rio Grande do Norte e Piauí e é abastecida por outros 5 estados: Minas Gerais, Bahia, Sergipe, Pernambuco e São Paulo. Ao todo são mais de 80 municípios nordestinos abastecidos pela Ceasa Cariri em um raio de 100 quilômetros.

Conforme o gerente regional Cariri, João Flávio Cruz Sampaio, durante o primeiro semestre de 2017 também foi registrado um aumento na entrada de veículos com mercadorias. Segundo dados da Ceasa Cariri, de janeiro a julho de 2016 entraram 5.789 veículos com mercadorias no entreposto de Barbalha, este número aumentou para 6.720 veículos no mesmo período de 2017, o que representa um crescimento de 16,8%.

Ainda de acordo com ele, uma média de 300 veículos de consumidores ingressam no entreposto às quintas-feiras, dia considerado de grande movimentação na Ceasa Cariri.