Memória e Verdade: Ato pelo tombamento e desapropriação da casa de Frei Tito de Alencar marca primeiro dia das atividades

14 de agosto de 2017 # #

Fotos: Max Marduque / Governo do Ceará Marina Oliboni 3133.3717 / 3133.3718

Na noite de quinta-feira (10), o Governo do Ceará, por meio do Grupo de Trabalho Memória e Verdade do Estado do Ceará, em parceria com diversas entidades governamentais e não governamentais, realizou ato pelo tombamento da casa onde morou Frei Tito de Alencar.

Na ocasião foi feita a leitura da carta escrita pelo Grupo de Trabalho Memória e Verdade do Estado do Ceará, que ressaltou a importância do tombamento e desapropriação da casa. O processo de tombamento está correndo desde 2011.

Para o coordenador Especial de Políticas Públicas dos Direitos Humanos do Gabinete do Governador, Demitri Cruz, o ato de pedido de desapropriação e tombamento da casa de frei Tito simboliza a possibilidade de reafirmar a história de luta e resistência de Tito e toda a luta e resistência de uma série de militantes do nosso estado que resistiram à ditadura civil militar. “Nos dias de hoje vivemos um processo de muita incompreensão acerca do valor da democracia e dos direitos humanos. Portanto, se faz necessário uma ação de política pública para fazer a lembrança e a memória desses mártires. A gente espera, com esse ato, fortalecer o diálogo com o município de Fortaleza, para que esse processo se conclua e que a gente consiga as condições para transformar a casa do frei Tito em um espaço de memória”.

Frei Tito é considerado um mártir da ditadura brasileira. Ele fez parte do grupo de freis dominicanos na luta contra a ditadura, mas acabou sendo preso, torturado e foi encontrado morto no exílio na França.