Seinfra recebe propostas para concluir obras do VLT

18 de agosto de 2017 # # # #

Marco da Escóssia Assessor de Imprensa da Secretaria da Infraestrutura 85 98898.4318 / 85 3216.3764 marco.escossia@seinfra.ce.gov.br

A Secretaria da Infraestrutura do Ceará – SEINFRA recebeu, nos dias 17 e 18 de agosto, as propostas das empresas interessadas em concluir as obras do trecho do VLT entre as estações Borges de Melo e Iate. As três licitações, do tipo menor preço para contratação, dividem o trecho em três lotes, de acordo com o serviço a ser realizado.

A licitação I, que corresponde às obras de construção de quatro viadutos ferroviários, um elevado e duas pontes, recebeu propostas de seis empresas ou consórcios e teve como primeira classificada a empresa CG Construções LTDA. A licitação II, que corresponde à construção e conclusão de 6 estações e 3 passarelas, recebeu 9 propostas e teve como primeira classificada a Construtora Morais Vasconcelos LTDA. Já a licitação III, que corresponde às obras nas vias férreas e acessos, teve como classificado o consórcio formado pelas empresas CG Construções LTDA e Domo Construções LTDA – EPP. O valor previsto dos três lotes é de aproximadamente R$ 98 milhões, caso os três classificados sejam habilitados.

As empresas e consórcios classificados têm o prazo de dois úteis para apresentar a documentação à SEINFRA. Após a análise, as licitações seguem para a fase de homologação e adjudicação, que ocorrem no âmbido da Comissão Central de Licitações, na Procuradoria Geral do Estado – PGE. A partir disso, o contrato é elaborado pela SEINFRA para que a obra seja retomada. “Se todas as etapas correrem sem problemas, a SEINFRA deve assinar os contratos ainda neste mês de agosto. A previsão é de que as obras sejam entregues no prazo de até um ano, a partir da assinatura da ordem de serviços”, afirma o coordenador de Transportes e Obras da SEINFRA, André Pierre.

Distrato

O novo certame se fez necessário por conta do distrato com o consórcio que tinha a responsabilidade pela obra nesse trecho, entre as estações Borges de Melo e Iate, mas que não pode concluí-la.

Apesar dessa mudança, não houve paralisação total nas obras. A SEINFRA tem mantido movimentação no trecho, principalmente com a sequência da instalação de gradis e demolições, além dos trabalhos de remoção de imóveis da faixa de domínio e remanejamento de redes das concessionárias de serviços públicos.

Avanços na obra

Desde a retomada da obra do ramal Parangaba-Mucuripe, em 2015, o objetivo do Governo do Ceará tem sido colocar o VLT pra funcionar, ligando pontos de forma contínua, favorecendo o deslocamento da população. Por conta disso, o trecho que liga as estações Parangaba e Borges de Melo, com 4 estações, já está em operação assistida, com o transporte de passageiros, de forma gratuita. Já o contrato que envolve a passagem inferior da Av. Borges de Melo, que alcança 70% de obra concluída, começa a ser entregue em setembro deste ano, com a liberação de alças de acesso.

Saiba mais

Quando finalizado, o VLT terá 13,4 quilômetros, ligando os bairros Mucuripe e Parangaba. Desta extensão, serão 12 quilômetros em superfície e 1,4 quilômetro de trechos elevados. O Ramal atravessará 22 bairros, área que concentra mais de 500 mil moradores de Fortaleza. A previsão de demanda potencial do novo modal é de 90.000 passageiros por dia.