Nova edição do Farol da Economia Cearense é lançada pelo Ipece

18 de setembro de 2017 # # #

MARIA ESTHER FROTA CRISTINO (Lily): Assessora Chefe da Assessoria de Desenvolvimento Institucional - 85 3101-3508

“A economia cearense, em geral, tem demonstrado uma perspectiva de recuperação, mas ainda há resultados oscilantes nas análises setoriais específicas, sobretudo no setor de serviços. Ademais, devem ser enfatizados os desempenhos positivos no comércio exterior (exportações) e no controle das contas públicas”. A análise está no Farol da Economia Cearense (nº 04/2017), estudo lançado pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece) que tem por objetivo disponibilizar dados, informações e análises sucintas para que os tomadores de decisão e demais partes interessadas tenham elementos para avaliar, prospectivamente, os rumos das economias do Brasil e do Ceará.

O documento, que tem como autores Flávio Ataliba Barreto, diretor geral do Instituto; Cláudio André Gondim Nogueira, diretor de Estudos de Gestão Pública; e os analistas de Políticas Públicas Aprígio Botelho Lócio; Paulo Araújo Pontes; Catarina da Silva Araújo; Nicolino Trompieri Neto; Wítalo Paiva; Alexsandre Lira; Daniel Suliano e Ana Cristina Lima Maia, evidencia que ainda há fatores de instabilidade no cenário nacional, como o preocupante crescimento da dívida e o descontrole das contas públicas, o endividamento das famílias e os baixos níveis de investimento. A incerteza política também pode continuar dificultando a retomada dos investimentos e da atividade econômica.

No que se refere ao cenário macroeconômico, o PIB do 2º trimestre de 2017 apresentou variação positiva, tanto em comparação com o 2º trimestre de 2016, como em relação ao trimestre anterior, tanto para o Brasil, como para o Ceará. Destaca-se a performance do Estado, que no 1º semestre de 2017 apresenta variação positiva (0,77 por cento). Esses são indícios de que a economia pode estar iniciando uma recuperação, o que precisa ser verificado nos trimestres seguintes. Essa perspectiva de interrupção do ciclo de quedas da atividade econômica dos anos anteriores – observa o documento -, também tem se verificado nas previsões dos especialistas de mercado, que têm revisado positivamente suas expectativas para o crescimento da economia brasileira em 2017.

O Farol da Economia Cearense (nº 04/2017) está dividido em quatro partes: a primeira apresenta o Cenário Macroeconômico Cearense e Brasileiro de forma geral observando alguns aspectos econômicos, como Produto Interno Bruto (PIB), Índice de Atividade Econômica do Banco Central, Formação Bruta de Capital, Inflação, Taxa de Juros, Balança Comercial, Mercado de Trabalho, Expectativas de Mercado 2017 e 2018 e Fatores de Incerteza que auxiliam a perceber as expectativas futuras; na segunda é realizada uma análise dos principais setores da economia: Indústria, Comércio e Serviços, enquanto que na terceira é apresentada a situação das Finanças Públicas, e, finalmente, na quarta é apresentada uma síntese geral e as expectativas do cenário atual da economia.

Acesse aqui o Farol da Economia Cearense Nº 4