Governador reúne secretários e representantes ligados ao meio ambiente

28 de setembro de 2017 # # # #

Caio Faheina -Repórter
Carlos Gibaja - Fotógrafo

Após este primeiro encontro, os representantes terão cerca de 30 dias para organizar grupos de trabalho e levantar sugestões para melhorar o regimento

O governador Camilo Santana se reuniu com secretários do Estado nesta quinta-feira (28), no Palácio da Abolição, para definir as prioridades do Estado em frentes como meio ambiente e sustentabilidade. O encontro, que marca a primeira reunião de um dos sete principais pactos da gestão, o Ceará Sustentável, também contou com a presença de cerca de 50 representantes de instituições e movimentos sociais ligados ao tema.

Na ocasião, o chefe do Executivo apresentou a proposta do programa e articulou a criação do Núcleo Executivo do Comitê, principal braço do Ceará Sustentável. Camilo Santana também mobilizou os convidados para a criação de Grupos Temáticos Setoriais, dividindo as linhas de atuação do projeto, e discutiu o Plano de Trabalho, consolidando as medidas que serão tomadas – levando em consideração, principalmente, o histórico de seca do Ceará.

“Para políticas públicas existirem e serem efetivas, elas precisam ser dialogadas e pactuadas com Estado, municípios e sociedade. E é por isso que estamos aqui, para viabilizar essas possibilidades de um futuro melhor”, destacou o governador.

Também presente na reunião, o superintendente do Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor), Eudoro Santana, juntamente com o chefe do Gabinete do Governador, Élcio Batista, afirmou que modelos similares ao Ceará Sustentável foram estudados, mas que era preciso aprofundar a temática com os representantes de órgãos e movimentos estaduais. “Este grupo dá possibilidades de o Estado colocar para frente projetos específicos. A ideia é ouvir e juntar todas as propostas para, assim, dar efetividade às ações”, disse Eudoro.

Após este primeiro encontro, os representantes terão cerca de 30 dias para organizar os grupos e levantar sugestões para melhorar o regimento.

 

Secretarias e instituições

As secretarias do Recursos Hídricos (SRH), do Meio Ambiente (Sema), da Educação (Seduc), da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece), da Infraestrutura (Seinfra), do Desenvolvimento Agrário (SDA) e da Agricultura, Pesca e Aquicultura (Seapa) são as principais pastas envolvidas neste pacto.

Instituições econômicas, produtivas e educacionais, como as Universidades Federal (UFC) e Estadual do Ceará (Uece), por exemplo, também participam do movimento para o futuro.

 

Os 7 Cearás

Além do Ceará Sustentável, outros pactos ramificam as atuações do Estado. Ceará do Conhecimento; da Gestão Democrática por Resultados; Pacífico; Saudável; Acolhedor e de Oportunidades são as outras diretrizes dos 7 Cearás, projeto lançado em 2015.