Empresas apresentam manifestação de interesse para implantar usina de dessalinização em Fortaleza

9 de outubro de 2017 # # #

Dalviane Pires - Assessoria de Comunicação da Cagece
3101.1826 / 3101.1834 / 98878.8932
comunicacaocagece@gmail.com
Marcos Studart - Foto

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) recebeu na manhã de hoje (9) as propostas de manifestação de interesse das empresas interessadas em apresentar estudos para instalação de uma Planta de Dessalinização de Água Marinha para a Região Metropolitana de Fortaleza, com capacidade de 1 m³ por segundo.

Ao todo, dois grupos de empresas internacionais, com atuação no país, apresentaram propostas: o primeiro liderado pela empresa sul coreana GS Inima Brasil e o segundo grupo liderado pela espanhola Acciona Água S/A.

Em até 30 dias, a Cagece irá divulgar se as empresas estão habilitadas para fazer o estudo. Conforme edital, mais de uma empresa poderá ser autorizada, sendo que ao final do processo apenas a que apresentar o melhor estudo será remunerada.

Desenvolvimento

Após a autorização pela Cagece, a empresa – ou as empresas – por meio do regime de Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) – terá até 150 dias para desenvolver e apresentar os estudos. A avaliação das propostas conta com o suporte da Fundação Getúlio Vargas.

A instalação de uma planta de Dessalinização de Água Marinha para a Região Metropolitana de Fortaleza tem por objetivo incrementar a oferta de água para o sistema integrado de abastecimento e garantir segurança hídrica para os municípios atendidos pelo sistema.

O novo sistema vai gerar inicialmente 1m³ (1.000 litros) de água dessalinizada por segundo. O incremento vai significar aumento de 12% na oferta de água, beneficiando cerca de 720 mil pessoas.

Entre os estudos e projetos que serão desenvolvidos pela empresa selecionada estão:

– Diretrizes de Projeto
– Diagnóstico e Estudos de Demanda
– Estudos de Alternativas de Locação
– Anteprojeto de Engenharia
– Estudo de Demanda e de Fornecimento de Energia Elétrica
– Estudo de Impacto Ambiental
– Estudos de Viabilidade
– Modelagem Financeira
– Modelagem Operacional
– Estrutura de Financiamento e Garantias
– Critérios de Desempenho e Monitoramento
– Análise de riscos e Value for Money
– Modelagem Jurídica, Editais e Contratos
– Avaliação Institucional
– Plano de Comunicação