Governador se reúne com bispos do Estado para discutir convivência com o semiárido

16 de outubro de 2017 # # # #

André Victor Rodrigues - Repórter
Carlos Gibaja - Fotos

Durante a manhã desta segunda-feira (16), no Palácio da Abolição, o governador Camilo Santana esteve reunido com membros da Regional Nordeste 1 da Conferência Nacional dos Bispos (CNBB) para debater acerca das ações e necessidades do Estado no âmbito da segurança hídrica. O evento foi marcado por sugestões a partir das dioceses de municípios cearenses e apresentação do saldo de investimentos do Governo do Ceará na busca por mais alternativas de abastecimento d’água diante do quadro de seca dos últimos anos.

“Temos o convencimento de que um governo só existe com diálogo, com debate. Isso tem feito com que o Ceará se destaque e mantenha o equilíbrio no nível dos investimentos. Então este é um momento extremamente importante, fundamental para avançarmos em diversas questões. E um dos pontos que vem nos deixando sem o sono é a questão hídrica. Na história do Ceará nenhum período foi como esse. Por isso manifestamos aqui o compromisso do Estado em sempre buscar as melhores soluções para assegurar que não falte água para o povo cearense”, disse o governador.

As reuniões entre Camilo Santana e as lideranças religiosas ocorrem semestralmente desde o início do presente mandato à frente do Governo do Ceará, a fim de discutir temas de relevância social para os quais a Igreja pode colaborar com a apresentação de projetos e demandas colhidas da população.

Arcebispo de Fortaleza, Dom José Antonio Aparecido Tosi Marques destacou que as reuniões foram iniciativa do próprio governador. Uma confirmação de promessa de campanha feita por todos os candidatos durante as eleições de 2014.

“Esse momento nasceu de forma muito especial. O governador pode sentir um pouco da nossa visão sobre os anseios e as necessidades do povo. A nossa intenção é ajudar e encontrar o bem comum. Agradeço ao governador por esse espaço para ouvir nossos pedidos para ajudar os mais necessitados no Ceará”, afirmou.

Participaram do encontro com o chefe do Executivo bispos de dioceses de Fortaleza, Tianguá, Itapipoca, Crateús, Juazeiro do Norte, Crato e Iguatu, além dos gestores estaduais: secretário-adjunto dos Recursos Hidrícos, Ramon Rodrigues, secretário do Desenvolvimento Agrário, Dedé Teixeira, secretária da Justiça e Cidadania, Socorro França, secretário-chefe da Casa Civil, Nelson Martins, chefe de Gabinete do Governador, Élcio Batista, o procurador-geral do Estado, Juvêncio Viana, dentre representantes de órgãos responsáveis pela infraestrutura hídrica e pelo desenvolvimento agrário estadual (Cagece, Cogerh, Ematerce e Idace).

Sobre o encontro

Na reunião desta segunda-feira, os bispos apresentaram um balanço elaborado pela CNBB sobre os últimos anos de carências da população diante da crise hídrica enfrentada pelo Ceará, nos seis anos consecutivos de seca. Os membros da conferência presentes apontaram sugestões do que consideram relevante para o planejamento da gestão de Recursos Hídricos do Governo do Ceará.

Junto ao seu secretariado, o governador Camilo Santana apresentou dados dos últimos investimentos do Estado para assegurar soluções para o abastecimento e consumo de água por parte de todos os cidadãos cearenses: perfuração de poços profundos, estímulos e seguro ao desenvolvimento agrário, obras de dessalinização, barragens, obras em açudes, dentre outros tópicos foram explorados.

 

Ouça

O governador Camilo Santana ressaltou a importância de manter com vários setores da sociedade. Ele afirma que isso tem feito o Ceará se destacar no cenário nacional.

Arcebispo de Fortaleza, Dom José Antonio Aparecido Tosi Marques destacou que as reuniões foram iniciativa do próprio governador.