Comitê Municipal pela Prevenção dos Homicídios na Adolescência vai atuar em territórios do Ceará Pacífico

20 de outubro de 2017 # # # # #

Giuliano Vandson - Gestor de Célula/Secretarias

A vice-governadora Izolda Cela participou nesta sexta-feira (20), do lançamento do Comitê Executivo Municipal pela Prevenção dos Homicídios na Adolescência (CEMPHA). A assinatura do decreto que institui o Comitê foi assinado pelo prefeito Roberto Cláudio no Paço Municipal, em Fortaleza.

“O que temos de experiências neste foco para a redução da violência entre os jovens é a prevenção. Nós apoiamos também essas articulações territoriais até para que possamos aprender com essa tecnologia social. Essa situação territorial já está dentro da nossa experiência e coloco a minha equipe à disposição para trabalharmos juntos para ganharmos essa batalha”, pois temos muita força quando nos articulamos para vencer esse desafio”, destaca Izolda Cela.

O Comitê Executivo Municipal pela Prevenção dos Homicídios na Adolescência tem como objetivo organizar um sistema de investigação social, na qual serão produzidos dados e indicadores com a finalidade de identificar a população vulnerável; realizar pesquisas, além de elaborar políticas públicas efetivas que possam atuar nos territórios com maior incidência de homicídios de adolescentes.

O prefeito Roberto Cláudio explica como vai funcionar o Comitê Municipal. “A ideia é realizarmos três tipos de tarefas: levantar e qualificar dados de informações, para acompanharmos com quem acontece esta morte, aonde acontece e sob que circunstâncias; a segunda ideia é realizar uma instância mobilizadora dos esforços estaduais, municipais e também do terceiro setor e da comunidade no território; o último ponto é realizar um tratamento epidemiológico em relação a essas mortes, vamos conversar com a família e entender qual a realidade desse jovem, para tratarmos outros jovens que vivem na área com medidas preventivas.

O CEMPHA nos Territórios do Ceará Pacífico

Para a vice-governadora Izolda Cela, a atuação do Comitê ser iniciada nos territórios de atuação do Pacto por um Ceará Pacífico é um passo importante, devido aos dados e análises que o Estado já possui e que facilitará a troca de experiências. “Esses esforços precisam ter método, acompanhamento, mesmo que se comece de forma progressiva, em alguns poucos territórios para que possamos progredir com mais segurança. A atuação do comitê é importante e nossa intenção é mobilizar essa mesma ação em outros municipais cearenses, inclusive de municípios que foram objetos de estudos do comitê na Assembleia Legislativa”, destacou Izolda Cela.

Roberto Cláudio também comentou como será feita a ação nos territórios do Ceará Pacífico. “É importante que tenhamos disciplina de como tratar o assunto, vamos começar de forma piloto nos territórios onde já existe uma mobilização, que são os territórios do Ceará Pacífico, para aprender o que está sendo feito e para que possamos ampliar essas ações”.

O Comitê contará com regulamento interno e estará vinculado diretamente ao Poder Executivo, e contará com membros da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude – CEPPJ; Vice-Governadoria do Estado do Ceará – Ceara Pacifico; Direitos Humanos e Desenvolvimento Social – SDHDS; Secretaria Municipal de Saúde – SMS; Secretaria Municipal de Educação – SME; Instituto de Planejamento de Fortaleza – IPLANFOR; Fundo das Nações Unidas para Infância – UNICEF; Comitê Cearense Pela Prevenção dos Homicídios na Adolescência; Secretaria de Cultura de Fortaleza – SECULTFOR; Secretaria de Segurança Cidadã – SESEC; Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social – SSPDS/CE; Fundação da Criança e da Família Cidadã – FUNCI e Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.