Passageiros do Metrô de Fortaleza (Metrofor) elogiam melhorias operacionais

20 de outubro de 2017 # #

Pedro Alves Assessoria de Comunicação da ​Cia Cearense de Transportes Metropolitanos (85) 996047697 | 988144420 | 3101 7115 imprensa@metrofor.ce.gov.br

O Metrô de Fortaleza vem desenvolvendo uma série de melhorias para aprimorar o serviço prestado à população. Avanços já realizados, como a ampliação do horário de funcionamento, a redução do intervalo de passagem dos trens e a implantação da bilhetagem eletrônica. Apesar da correria do dia a dia, passageiros notaram melhora na operação.

Disponibilizado há dois meses, o Cartão do Metrofor representa economia de tempo na vida dos usuários do transporte. O vendedor Jeferson de Oliveira, de 32 anos, utiliza o metrô durante a semana para trabalhar, fazendo o percurso entre Maraponga e Centro. Segundo ele, as mudanças ajudaram quem precisa do metrô para se locomover com frequência. “O cartão do Metrofor facilita porque você pode colocar crédito para a semana toda e não precisa mais estar todo dia na bilheteria”, comento o passageiro.

Somente neste ano, além da bilhetagem eletrônica, a Cia Cearense de Transportes Metropolitanos aumentou duas vezes o horário de funcionamento do metrô, que hoje atende de 5h30 às 21h, aumentou a quantidade de trens em operação – e hoje a Linha Sul opera com 10 trens elétricos – e reduziu de 20 para 17 minutos o intervalo entre os trens.

A estudante Katia Santana, 21 anos, utiliza o metrô, em média, três vezes por semana. A jovem elogiou as medidas. “A redução dos intervalos entre os trens foi a medida que mais trouxe benefícios aos passageiros, já que antes a espera pelos trens era maior. Mas ainda temos que lidar com a lotação”, disse ela, mencionando uma questão que deve ser amenizada já no próximo ano, com início do funcionamento do sistema de automatização do metrô. Com ele, será possível inserir mais trens na linha férrea, aumentando a oferta de vagas, em todo o horário de operação.

A dona de casa Berta Maria da Silva, de 65 anos, disse que agora sai de casa mais tranquila, pois sabe que terá o metrô até às 21h para retornar. “Antigamente você iria usar o metrô na parte da tarde e tinha que sair cedo se quisesse usar o metrô para voltar. Agora ficou melhor. Nesse horário da noite tem muito engarrafamento e trânsito e com o metrô não tem nada isso”, explica ela.

A agente de saúde aposentada Noemia dos Santos (73) faz parte dos milhares de passageiros que aderiram ao metrô em sua rotina. Ela usa o transporte diariamente para se locomover de Maracanaú até o trabalho, no centro de Fortaleza. “O metrô foi uma melhora em mil por cento. Porque antes, a gente esperava muito tempo para andar naqueles ônibus lotados. Mas o metrô é rápido. A gente entra em um vagão desse e com meia hora estamos na (Estação) José de Alencar. Antes, era até uma hora e meia para entrar em um ônibus sem nenhum conforto. Aqui, nós temos conforto, ar-condicionado, e com seguranças que ajudam os idosos”, disse ela.