Pefoce: Núcleo de Perícia em DNA Forense recebe certificação internacional de qualidade

26 de outubro de 2017 # # # #

Morgana Cruz Chaves - Assessoria de Comunicação da Pefoce
(85) 3101.8807

O Núcleo de Perícia em DNA Forense da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) recebeu certificação do controle de qualidade externo do Grupo Iberoamericano de Trabalho em Análise de DNA (Gitad).

O Núcleo de Perícia em DNA Forense da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) recebeu certificação do controle de qualidade externo do Grupo Iberoamericano de Trabalho em Análise de DNA (Gitad). Esta é a décima certificação, desde 2007 o núcleo é certificado pelos trabalhos desenvolvidos. Os grandes laboratórios de análise de DNA Forense de diversos países participam do programa. A certificação atesta a qualidade dos resultados das perícias do Núcleo de DNA da Perícia Forense do Ceará.

Para conceder o certificado anualmente, o Gitad encaminha cinco amostras de material para os laboratórios examinarem a presença ou não de perfis genéticos, utilizando marcadores autossômicos e marcadores do cromossômico Y. Também é aplicado um exercício teórico de estatística forense. Os laboratórios têm um no prazo de 30 dias para envio dos resultados.

A certificação garante o alto padrão de qualidade do núcleo de DNA forense, que precisa também ter equipamentos modernos, peritos qualificados, e estrutura adequada. Desde 2007, o Núcleo da Pefoce recebe a certificação, tornando-se referência nacional e ficando entre os melhores do país. Os laboratórios que comentem algum erro podem perder a autorização de alimentar o Banco de Dados de Perfis Genéticos do país. A alimentação do banco de dados é feita com o programa Codis (Sistema Combinado de Índices de DNA), desenvolvido pelo FBI, a polícia federal americana.

“O controle de qualidade anual, cuja organização é feita pela Universidade de Granada, na Espanha, é respeitado em todo o mundo. Desde o ano de 2007, o Núcleo de Perícia em DNA Forense da Pefoce do Ceará participa do Gitad, sendo congratulado em todos os anos, o que o coloca entre os melhores laboratórios de DNA do mundo. Este controle é de suma importância, pois a tecnologia do DNA Forense está em constante evolução e os laboratórios têm que ter seus procedimentos técnicos atualizados e pessoal capacitado para acompanhar a dinâmica dos processos”, destacou Júlio Torres, supervisor do Núcleo.

Núcleo de Perícia em DNA Forense
O Núcleo iniciou suas atividades no ano de 2007 e conta com uma equipe multidisciplinar formada por sete peritos, graduados nas áreas biológicas e da saúde com especialização e mestrado em genética forense. O Núcleo atende a toda a população Cearense em casos de análise de DNA de crimes sexuais, identificação de cadáveres e análise de amostras coletadas em cena de crime. Os laudos formam parte de inquéritos policiais e tem sido de extrema importância para a resolução de diversos crimes em nosso Estado.

Gitad

O Gitad (Grupo Iberoamericano de Trabajo em Análisis de DNA) foi criado no ano de 1997 pelos pesquisadores José Antônio Acosta Lorente e Juan Carlos Alvarez Merino, professores do Departamento de Medicina Legal da Universidade de Granada, para reunir os países da América Latina e também da Península Ibérica, como Espanha e Portugal, e coordenar a comunicação, partilha de conhecimentos técnicos, experiências e programas de qualidade dos membros, analisando as principais necessidades e problemas e estabelecendo um conjunto de diretrizes de desempenho nas análises em DNA.