​​Pessoa com deficiência: Saiba como funcionam as plataformas elevatórias no Metrô de Fortaleza

6 de novembro de 2017 # # # #

A Cia Cearense de Transportes Metropolitanos dispõe de três plataformas elevatórias que ajudam no acesso de pessoas com deficiência às regiões de embarque do Metrô de Fortaleza. São máquinas que elevam cadeira de rodas ou carrinho de bebê, possibilitando subir ou descer escadas. Dois desses equipamentos estão em funcionamento permanente na estação de Maracanaú, em substituição dos elevadores, que não puderam ser construídos nesta estação devido a restrições técnicas do projeto. Outra plataforma elevatória fica na estação Parangaba.

“É um equipamento nota 10”, disse a cabeleireira Mônica Firmino, de Fortaleza, ao embarcar no metrô com o marido, Antônio Carlos, que é cadeirante e utilizou a plataforma elevatória. Pelo Facebook, ela elogiou o funcionamento do equipamento e agradeceu o apoio dos funcionários do metrô, ao manusear o equipamento na última semana. “Para não deixar meu marido perder a viagem, a equipe do metrô usou um equipamento nota 10 para ele subir as escadas e poder adentrar no metrô e seguir sua viagem. Muito obrigada pelo cuidado e carinho de vocês”, escreveu a cabeleireira, que filmou e fotografou a utilização do equipamento.

O agente de estação de Maracanaú, Diogo Monteiro, diz que as plataformas elevatórias são utilizadas diariamente. “Todos os funcionários que manuseiam as plataformas são treinados para transportar as pessoas em segurança. É um equipamento muito seguro. Desde que entrei aqui, pelo menos uma vez por dia, eu utilizo essas plataformas. Nunca aconteceu nenhum acidente”, comenta ele.

As plataformas elevatórias não são necessárias em outras estações do metrô porque, em todas as paradas, os elevadores fazem a subida e descida das pessoas com deficiência ou das mães e pais com carrinho de bebê, sendo a estação de Maracanaú uma exceção. Na Parangaba, a plataforma tem sido utilizada porque o elevador da unidade está sendo reconfigurado, para atender também à estação do Ramal Parangaba-Mucuripe, que já está em funcionamento no horário de 6h às 12h.

Além de elevadores e plataformas elevatórias, as linhas operadas pela Cia Cearense de Transportes Metropolitanos dispõem de rampas, piso tátil, mapa tátil, avisos sonoros e outros itens de acessibilidade. Para ficar por dentro de todos eles, acesse o site do Metrofor (www.metrofor.ce.gov.br) e clique na página de Acessibilidade.

Saiba mais:

Existem dois tipos de plataforma elevatória: fixas e móveis, ambas com funcionamento elétrico. A fixa suporta até 150 kg e a móvel leva até 200 kg.

A fixa é instalada na parede da escada da estação. O equipamento é ligado com uma chave acionada pelo agente do metrô. A máquina abaixa o piso onde será colocado o passageiro, que então é afivelado sobre a plataforma. O funcionário aciona o botão que move o aparelho para cima ou para baixo.

A plataforma móvel, em sua estrutura inferior, apresenta uma esteira que se encaixa nos degraus da escada. Quando o equipamento é ligado, essa esteira se move, subindo ou descendo a escada.