CIDH inicia programação de atividades do Dia Mundial do Diabetes

8 de novembro de 2017 # # # #

O Dia Mundial de Diabetes, 14 de novembro, está chegando e o Centro Integrado de Diabetes e Hipertensão (CIDH), do Governo do Ceará, inicia nesta sexta-feira, 10, o cronograma de atividades para intensificar a importância de prevenir, tratar e cuidar da doença. A abertura da programação será às 7 horas, com o mutirão do olho, para mapeamento e rastreamento de doenças oculares nas pessoas portadoras de diabetes. Serão distribuídas 400 senhas para atendimento ao público.

“O descontrole do diabetes pode ocasionar inúmeras consequências em diferentes órgãos, e nos olhos é uma das principais causas da cegueira”, alerta Adriana Forti, diretora do CIDH. O mutirão do olho será realizado em parceria com o Centro Avançado de Retina e Catarata e a Escola Cearense de Oftalmologia, com apoio da Sociedade Cearense de Oftalmologia e Sociedade Norte-Nordeste de Oftalmologia.

A educação é um dos fatores mais importantes para o controle da doença, por isso, a equipe multidisciplinar do CIDH também realizará ações voltadas para o ensino, através da Universidade do Diabetes, na segunda-feira, 13. “É tão significativo que o paciente pegue o controle da sua saúde para si e isso só é possível através da educação”, afirma Adriana. Os pacientes do Centro Integrado de Diabetes e Hipertensão receberão orientações sobre os cuidados em diversas áreas, como membros inferiores, saúde bucal, alimentação, insulinização e o autocuidado. A dinâmica acontecerá das 8 horas ao meio dia no auditório do CIDH.

Com espaço também para arte, a programação terá ainda apresentação da peça “E se fosse comigo?”, que aborda diversas situações da pessoa com diabetes. Serão duas sessões no dia 22 de novembro, uma às 9 horas e outra às 15 horas. A companhia de teatro é do grupo farmacêutico Astrazeneca, de São Paulo.

De acordo com recente pesquisa da Organização Mundial de Saúde (OMS), estima-se que em 2030 o diabetes será a sétima causa de morte em todo o mundo. O diabetes é uma doença crônica, debilitante e de alto custo, principalmente quando associada a complicações. “Uma grande parte das pessoas com diabetes desconhece a própria condição”, complementa Adriana. O diabetes tipo 1 ainda não pode ser prevenido. Vários fatores ambientais podem ser os desencadeantes do processo que pode resultar na destruição das células produtoras de insulina. Isso ainda está sendo estudado cientificamente.

O diabetes tipo 2 pode ser prevenido em muitos casos. É preciso manter um peso saudável e um corpo fisicamente ativo. Além de garantir o bem-estar dos pacientes, a prevenção da doença também evitará uma sobrecarga nos sistemas de saúde. Pessoas com diabetes tipo 2 tem o dobro de chances de sofrer um ataque cardíaco. Pacientes de alto risco podem ser facilmente identificados através de um simples questionário. “Há evidências concretas que manter um peso saudável e praticar atividade física moderadamente pode ajudar a prevenir o desenvolvimento do diabetes tipo 2”, reforça.

Referência

O Centro Integrado de Diabetes e Hipertensão é referência no atendimento a pessoas com diabetes e hipertensão arterial. Atualmente acompanha 29.111 pessoas que tem uma ou as duas patologias. Para a primeira consulta no CIDH, o paciente é encaminhado pelas Unidades Básicas de Saúde dos municípios. Inicialmente, é atendido pelo setor de enfermagem, onde é avaliado seu histórico, além da aferição da pressão arterial, medição de altura e peso, verificação da glicemia capilar e logo é encaminhado para o médico.

A depender da complicação que este paciente apresenta, ele poderá ser visto pelo clínico ou pelo especialista (cardiologista, nefrologista, vascular, neurologista, oftalmologista). Também será encaminhado ao nutricionista, para orientações sobre os hábitos alimentares, e ao fisioterapeuta, caso haja necessidade. Os pacientes também são atendidos na atenção primária, visto que a consulta no CIDH é complementar ao tratamento na atenção primária em saúde. O atendimento ocorre de segunda a sexta-feira, de 7 às 17 horas.