Governo do Ceará apresenta seus diferenciais competitivos em evento sobre desenvolvimento regional em Natal

8 de novembro de 2017 # # #

Paola Vasconcelos - Assessoria de Comunicação da SDE
paola.vasconcelos@sde.ce.gov.br / paolavcampelo@gmail.com
(85)3444.2907 / (85)98439.6457

O titular da SDE, secretário Cesar Ribeiro, foi um dos debatedores do Decola Nordeste, que reuniu os principais atores regionais para discutir estratégias de desenvolvimento para região Nordeste, com foco no comércio exterior e atração de investimentos.

O Governo do Ceará, por meio da sua Secretaria do Desenvolvimento Econômico (SDE), participou, nesta quarta-feira (8) à tarde, do Fórum Decola Nordeste, em Natal (RN), evento que acontece dentro da programação da 19ª Encontro Internacional de Negócios do Nordeste (EINNE). O titular da SDE, secretário Cesar Ribeiro, foi um dos debatedores do Decola Nordeste, que reuniu os principais atores regionais para discutir estratégias de desenvolvimento para região Nordeste, com foco no comércio exterior e atração de investimentos.

Uma análise do ambiente macroeconômico e a relação do Nordeste com o cenário internacional, bem como fomentar o debate sobre o panorama atual e novas ações de estímulo às exportações e captação de investimentos no Nordeste, como forma de desenvolvimento regional, pautaram as discussões do fórum.

Na oportunidade, o secretário do Desenvolvimento Econômico, Cesar Ribeiro, apresentou, para uma plateia de empresários da Região Nordeste, os principais projetos desenvolvidos na área de atração de investimentos do Governo do Ceará e seus diferenciais competitivos, com destaque para a conquista do hub das empresas aéreas Air France-KLM-GOL; os investimentos no Complexo Industrial do Porto do Pecém (CIPP) e a parceria entre os portos do Pecém e Roterdã, além dos investimentos e políticas que o Estado vem realizando nas áreas econômicas e sociais.

Considerado o maior evento de aproximação comercial internacional da região, o EIENNE 2017 reúne empresas de segmentos de alimentos e bebidas, cosméticos, moda e energias de todo o Nordeste para negociar com grupos estrangeiros de países como África do Sul, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Espanha, EUA, França, México, Moçambique, Nigéria, Peru, Rússia, Tanzânia, além de Angola, Bélgica, Canadá, Itália, Kenia, China, Guatemala, Havai, Inglaterra, Panamá, Portugal, Arábia Saudita. A expectativa da organização do evento é gerar um volume de negócios da ordem de R$ 25 milhões a partir das rodadas do encontro e ampliar a base de exportação dos estados da região.

O evento é promovido pelo Sebrae e Federação da Indústria do Rio Grande do Norte (Fiern) com patrocínio do Banco do Nordeste e apoio da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil) e outros parceiros.