Ensino Superior: Governo anuncia edital para bolsas de estudo de pós-graduações e iniciação científica

13 de dezembro de 2017 # # #

André Victor Rodrigues - Repórter
Marcos Studart - Fotógrafo

Em cerimônia no Palácio da Abolição, nesta quarta-feira (13), o Governo do Ceará oficializou a concessão de bolsas de estudo para mestrado, doutorado e iniciação científica em instituições de Ensino Superior. O investimento foi anunciado pela vice-governadora Izolda Cela. O gerenciamento das bolsas será executado pela Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap), órgão vinculado à Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece). No mesmo evento, cursos e instituições de destaque no Ceará receberam homenagens.

Serão beneficiados com os mestrados e doutorados aqueles alunos que cursam programas de pós-graduação stricto sensu em universidades localizadas no Ceará e tenham mantidas atividades de pesquisa de alto nível, em cursos credenciados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Já as bolsas de iniciação científica são destinadas aos estudantes de graduação interessados em pesquisa acadêmica.

Representando o governador Camilo Santana na solenidade, a vice-governadora Izolda Cela destacou que os bons resultados das universidades cearenses merecem ser comemorados e lembrou os desafios ainda a serem vencidos. Ela enfatizou a trajetória promissora dos profissionais e gestores da Educação no Ceará, que mostram a cada dia que os cearenses são capazes, apesar das adversidades, de mudar a realidade por meio de políticas por um ensino de qualidade.

“Temos aqui uma notícia muito boa para a comunidade acadêmica, porque é uma bolsa que realmente estimula, que atrai e que dá oportunidade às instituições de incrementarem os seus programas de iniciação científica. É algo que tem muito valor. Nós vemos perfeitamente a resposta dos jovens quando a eles é dada uma oportunidade. Nada melhor do que ver estudantes e academia empenhados e envolvidos em pesquisa”, disse.

Titular da Secitece, Inácio Arruda ressaltou o compromisso de toda a gestão estadual no empenho para elevar os investimentos e resultados em pesquisa acadêmica. O secretário observa que, com melhor capacitação dos profissionais formados no Ceará, consequentemente o ensino fundamental terá impacto positivo com o desenvolvimento de melhores profissionais, além de mais ideias para o campo da Inovação impactando no desenvolvimento do Estado.

“É tudo fruto de um grande esforço que o Governo do Ceará realizou, associado aos esforços de Capes, CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), Funcap, para garantir as bolsas de mestrado, de doutorado, de iniciação científica. Isso que dá qualidade para a formação dos nossos profissionais. O curso de Matemática no Ceará (UFC), por exemplo, foi o único fora do Sudeste a conquistar a nota 7, resultado desse investimento”, pontuou.

Homenagens

O Governo do Ceará reuniu reitores, diretores e professores de universidades, faculdades e centro universitários, públicos e privados, para homenagear as Instituições de Ensino Superior que se destacaram na Avaliação Nacional de Desempenho Acadêmico em cursos de graduação e pós-graduação.

Os condecorados alcançaram notas 4 e 5 no Exame Nacional de Desempenho Acadêmico (ENADE) – 2016, além das notas 5, 6 e 7 na Avaliação do Sistema Nacional de Pós-Graduação – quadrienal 2017. Com os resultados, o Ceará conquistou o maior número de Pós-Graduação de Excelência Internacional do Norte e Nordeste.

Presidente da Funcap, Tarcísio Pequeno destacou como fundamental o reconhecimento do Governo do Ceará, por meio de homenagem, às instituições que alcançam excelência no trabalho científico. Para ele, isso servirá de combustível para novas conquistas e mais crescimento do Ensino Superior.

“Aqui é momento de celebrar uma política em que as pessoas são o objeto da política e as pessoas são o foco das ações do Estado. Esse é o reconhecimento pelos feitos conquistados por universidades cearenses. A gente precisa cada vez mais essa cultura do reconhecimento para que os bons exemplos e as boas notícias não passem despercebidas, sejam marcadas e sublinhadas”, expôs.

Êxito

Atualmente, o Ceará conta com oito universidades (três estaduais, quatro federais e uma privada) e dois centros universitários privados. Nesses espaços acadêmicos, as atividades de pesquisa e pós-graduação têm crescido acentuadamente, em taxas acima da média nacional, e o apoio através das bolsas se mostra de importância vital para a garantia do nível de excelência do Estado.

Segundo a coordenadora da pós-graduação em Linguística da Universidade Federal do Ceará, Rosemeire Selma Monteiro-Plantin, uma das profissionais a receber homenagem na solenidade, a gestão pública age corretamente ao estimular a cada ano mais os estudos aprofundados em diversas áreas acadêmicas. “É extremamente importante que o governo, através de seus representantes, reconheça o papel da universidade e a importância da pesquisa para o desenvolvimento da região, principalmente no momento que estamos vivendo agora no país. Temos muito a comemorar, pois vencemos uma etapa importante”, argumentou.

O diretor do Centro de Estudos Sociais Aplicados da Universidade Estadual do Ceará, Vladimir Spinelli, comemorou as notas nacionais positivas alcançadas pelo Ensino Superior cearense, e chamou atenção para o fato de que os homenageados sevirão de exemplo para que outros cursos e instituições melhorem seus índices futuramente. “As universidades precisam muito desse reconhecimento, pois estão trabalhando com um material extremamente importante, que é o conhecimento. Agora é um novo desafio. Todos os cursos que alcançaram suas notas máximas por certo continuarão trabalhando para manter suas notas máximas, e aqueles que não alcançaram esse êxito tem o exemplo para trabalharem nessa direção”.

Notas

A Universidade Federal do Ceará foi destaque ao alcançar a nota máxima (7) na avaliação da Capes em 2017 com três cursos: Engenharia Civil (Recursos Hídricos), Física e Matemática. Com nota 6 ficaram outros sete cursos da própria UFC, um da Uece (Ciências Veterinárias) e um da Universidade de Fortaleza (Direito Constitucional). Com nota 5, aparecem na lista 17 cursos da UFC e dois da Uece.

Também receberam certificados cursos que alcançaram êxito no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE), com notas 4 (UFC, Uece, Unichristus e IFCE) e 5 (UFC, Uece, Unifor, URCA, UVA, IFCE, Unichristus, Unilab, FMJ, FLS, FGF, UFCA, FAC, Fametro, Fateci e Faece).

 

Ouça

A vice-governadora Izolda Cela destacou que os bons resultados das universidades cearenses merecem ser comemorados, mas que ainda há desafios a serem vencidos.

Para Izolda Cela, o desafio é manter sempre a excelência na qualidade das universidades, fazendo com que todos os cursos obtenham os mesmos resultados.

O secretário da Ciência e Tecnologia, Inácio Arruda, observa que, com melhor capacitação dos profissionais formados no Ceará, consequentemente o ensino fundamental terá impacto positivo com o desenvolvimento de melhores profissionais, além de mais ideias para o campo da Inovação impactando no desenvolvimento do Estado.