Organograma Estadual

Conforme dispõe a Lei n° 13.875, de 07 de fevereiro de 2007 e alterações posteriores.

Sesa

Secretaria da Saúde

Download
DIREÇÃO SUPERIOR
  1. Secretário da Saúde
  2. Secretário Adjunto da Saúde
GERÊNCIA SUPERIOR
  1. Secretaria Executiva
ÓRGÃOS DE ASSESSORAMENTO
  1. Assessoria de Desenvolvimento Institucional
  2. Assessoria Jurídica
  3. Assessoria de Comunicação e Informação
  4. Assessoria de Planejamento
  5. Ouvidoria
1-ÓRGÃOS DE EXECUÇÃO PROGRAMÁTICA
  1. Coordenadoria de Políticas e Atenção à Saúde
  2. Núcleo de Atenção Primária
  3. Núcleo de Atenção Especializada
  4. Núcleo de Atenção de Urgência e Emergência
  5. Núcleo de Atenção à Saúde Bucal
  6. Núcleo de Atenção à Saúde Mental
  7. Núcleo de Atenção à Saúde do Trabalhador e Meio Ambiente
  8. Centro de Referência em Saúde do Trabalhador
  9. Centro de Referência em Saúde do Trabalhador e Saúde Ambiental Zé Maria do Tomé
  10. Coordenadoria de Vigilância em Saúde
  11. Núcleo de Vigilância Epidemiológica
  12. Núcleo de Vigilância Sanitária
  13. Núcleo de Vigilância Ambiental
  14. Núcleo de Controle de Vetores
  15. Núcleo de Informação e Análise em Saúde
  16. Núcleo de Imunizações
  17. Laboratório Central de Saúde Pública
  18. Divisão de Coordenação dos Laboratórios Regionais de Saúde Pública
  19. Divisão de Biologia Médica
  20. Divisão de Bromatologia
  21. Divisão Técnica
  22. Centro Administrativo-Financeiro
  23. Centro de Serviço de Verificação de Óbitos Dr. Rocha Furtado
  24. Divisão Técnica
  25. Divisão Administrativo-Financeira
  26. Coordenadoria de Regulação, Controle, Avaliação e Auditoria
  27. Núcleo de Informação e Controle de Serviços de Saúde
  28. Núcleo de Auditoria e Gestão do SUS
  29. Central de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos
  30. Central de Regulação
  31. Coordenadoria de Assistência Farmacêutica
  32. Núcleo de Medicamentos de Caráter Excepcional
  33. Núcleo de Fitoterápicos
  34. Núcleo de Medicamentos Essenciais e Estratégicos
  35. Coordenadoria das Regionais de Saúde
  36. Regionais de Saúde
  37. Unidades de Saúde cuja administração e operacionalização estão sob a responsabilidade de Consórcios Públicos em Saúde
  38. Policlínicas Regionais
  39. Centros de Especialidades Odontológicas Regionais
  40. Superitendência de Apoio á Gestão da Rede de Unidades de Saúde
  41. Unidades de Referência
  42. Unidades Ambulatoriais de Referência
  43. Unidades Hospitalares de Referência
  44. Unidades de Saúde cuja administração e operacionalização estão sob a responsabilidade de Organização Social
  45. Unidades Hospitalares
  46. Unidades de Pronto Atendimento (UPA)
  47. Centro de Referência Nacional em Dermatologia Sanitária Dona Libânia
  48. Centro Regional de Hematologia e Hemoterapia do Crato
  49. Centro Regional de Hematologia e Hemoterapia de Sobral
  50. Centro Regional de Hematologia e Hemoterapia de Iguatu
  51. Centro Regional de Hematologia e Hemoterapia de Quixadá
  52. Centros Odontológicos Tipo II
  53. Centros de Convivência
2-ÓRGÃOS DE EXECUÇÃO INSTRUMENTAL
  1. Coordenadoria de Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde
  2. Núcleo de Desenvolvimento Humano
  3. Núcleo de Direitos e Vantagen
  4. Núcleo de Cadastro, Pagamento e Benefícios
  5. Núcleo de Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde
  6. Núcleo de Valorização, Negociação e Educação em Saúde
  7. Coordenadoria Administrativa
  8. Núcleo de Planejamento de Compras
  9. Núcleo de Economia da Saúde
  10. Núcleo de Obras e Manutenção
  11. Núcleo de Tecnologia da Informação
  12. Coordenadoria Financeira
  13. Núcleo de Execução e Controle Orçamentário
  14. Núcleo de Contabilidade e Execução Financeira
  15. Unidade de Gerenciamento de Projetos
ÓRGÃO COLEGIADO
  1. • Conselho Estadual de Saúde
ENTIDADE VINCULADA
  1. • Escola de Saúde Pública

Competência

A Secretaria da Saúde, como coordenadora e gerenciadora no Estado do Sistema Único de Saúde – SUS, compete:

formular, regulamentar e coordenar a política estadual de saúde;

assessorar e apoiara organização dos Sistemas Locais de Saúde;

acompanhar e avaliar a situação da saúde e da prestação de serviços;

prestar serviços de saúde através de unidades especializadas, de vigilância sanitária e epidemiológica;

promover uma política de recursos humanos, adequada às necessidades do SUS;

apropriar-se de novas tecnologias e métodos através de desenvolvi mento de pesquisas;

integrar e articular parcerias com a sociedade e outras instituições;

desenvolver uma política de comunicação e informação, visando a melhoria da qualidade de vida da população;

desenvolver outras atribuições correlatas, nos termos do Regulamento.

Lei nº 13.875 – DOE 07/02/2007

Entidade Vinculada

Escola de Saúde Pública (Esp/CE)