Organograma Estadual

Localização geográfica privilegiada em relação ao resto do mundo, pela proximidade com os grandes mercados
mundiais: Europa, América do Norte e Ásia. Fortaleza é não apenas a capital político-administrativa do Estado, mas
também destacado centro regional de comércio e serviços. A sua região de influência, segundo o IBGE, compreende.

SEMACE

Superintendência Estadual do Meio Ambiente

Download
  1. ÓRGÃO DE DIREÇÃO SUPERIOR
    1. SUPERINTENDENTE
    2. SUPERINTENDENTE ADJUNTO
  2. ÓRGÃO DE ASSESSORAMENTO
    1. ASSESSORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL
    2. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO
  3. ÓRGÃOS DE EXECUÇÃO PROGRAMÁTICA
    1. DIRETORIA FLORESTAL
    2. GERÊNCIA DE CADASTRO E EXTENSÃO FLORESTAL
    3. DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO
    4. GERÊNCIA DE EXECUÇÃO DE FISCALIZAÇÃO
    5. GERÊNCIA DE INSTÂNCIA E JULGAMENTO
    6. DIRETORIA DE CONTROLE E PROTEÇÃO AMBIENTAL
    7. GERÊNCIA DE CONTROLE AMBIENTAL
    8. GERÊNCIA DE ANÁLISE E MONITORAMENTO
    9. NÚCLEO DE IMPACTO AMBIENTAL
    10. NÚCLEO DE ANÁLISE DE PROJETOS ESTRATÉGICOS
    11. DIRETORIA REGIONAL DO CRATO
    12. DIRETORIA REGIONAL DE SOBRAL
    13. GERÊNCIA DE ATENDIMENTO E PROTOCOLO
  4. ÓRGÃOS DE EXECUÇÃO INSTRUMENTAL
    1. PROCURADORIA JURÍDICA
    2. NÚCLEO DE PROCESSOS JUDICIAIS E EXECUÇÃO FISCAL
    3. NÚCLEO DE CONSULTORIA JURÍDICA
    4. DIRETORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO
    5. DIRETORIA ADMINISTRATIVO-FINANCEIRA
    6. GERÊNCIA FINANCEIRA
    7. GERÊNCIA DE RECURSOS HUMANOS
    8. GERÊNCIA DE SUPORTE LOGÍSTICO
  5. ÓRGÃO COLEGIADO
    1. CONSELHO DELIBERATIVO

Competências

A Superintendência Estadual do Meio Ambiente, tem por finalidade executar a política estadual do Meio Ambiente, cumprindo e fazendo cumprir as normas estaduais e federais de proteção, recuperação, controle e utilização racional dos recursos ambientais.

Lei nº 13.875 – DOE 07/02/2007