PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Bombeiros militares evitam três afogamentos e fiscalizam cumprimento de decreto

5 de julho de 2021 - 14:18 # # # # # # #

Ascom CBMCE - Texto e foto

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE) atuou, durante todo o domingo (4), para evitar afogamentos e possíveis aglomerações na faixa de areia da Praia da Leste Oeste, na Área Integrada de Segurança 4 (AIS 4), e em regiões da Praia do Futuro e Caça e Pesca, na AIS 10 de Fortaleza. Também foram monitoradas as praias do Icaraí, do Cumbuco e da Barra do Cauípe, situadas em Caucaia, AIS 11 do Estado.

Resgates em Fortaleza

Na Praia do Futuro ocorreu um resgate duplo na manhã de domingo, onde os militares do Posto de Guarda-Vidas 11 (PGV-11 – Caça e Pesca) resgataram duas vítimas em uma mesma ocorrência. Os irmãos não aspiraram água, estavam conscientes e foram retirados do mar com vida.

Já no Posto de Guarda-Vidas 03 (PGV-03 – Barraca Saturno Beach) os oficiais do CBMCE registraram uma criança perdida na praia, de quatro anos de idade, residente no bairro Mondubim. Ela foi encontrada por volta das 15h30min e entregue à mãe, em segurança, tempo depois.

Resgate em Caucaia

Na Barra do Cauípe, em Caucaia, os militares do Posto de Guarda-Vidas 08 (PGV-08 – Cauípe) resgataram uma vítima. O banhista tentou atravessar a nado, mas cansou no caminho. O homem de 32 anos de idade, residente no bairro Granja Portugal, foi resgatado pela manhã. A vítima não aspirou água, estava consciente e foi retirado rapidamente

Operação no fim de semana

Os bombeiros militares evitaram três afogamentos, por meio de dois resgates, e uma criança, que estava perdida na faixa de areia, foi devolvida à mãe. Nos resgates atuaram os postos de Guarda-Vidas 03 e 11 da Praia do Futuro da 1ª Companhia de Salvamento Marítimo (1ªCSMar) do Batalhão de Busca e Salvamento (BBS). Em Caucaia, o posto de Guarda-Vidas 08.

No fim de semana, os bombeiros militares realizaram 1.040 ações de prevenção junto aos banhistas no litoral cearense.

Apoio nos salvamentos

A 1ª Companhia de Salvamento Marítimo (1ªCSMar) do Batalhão de Busca e Salvamento (BBS) viabilizou 28 guarda-vidas em 11 postos, além de quatro quadriciclos, duas viaturas 4×4, sendo uma nova recebida. Na última sexta-feira (2), duas motos aquáticas atuaram nas praias do Caça e Pesca e 31 de Março, com apoio de uma ambulância tipo resgate do Batalhão de Socorro de Urgência (BSU).

Já a 2ª Companhia de Salvamento Marítimo (1ªCSMar) do Batalhão de Busca e Salvamento (BBS) viabilizou 16 guarda-vidas em sete postos, além de dois quadriciclos e duas viaturas 4×4 e uma ambulância tipo resgate do Batalhão de Socorro de Urgência (BSU).x
Operação Praia Segura

Nas praias do litoral de Caucaia e de Fortaleza, os bombeiros tiveram que atuar na prevenção, reforçando o cumprimento do decreto estadual vigente. Os bombeiros contaram também com o apoio da Polícia Militar do Ceará (PMCE) para a praia ser liberada, evitando possíveis aglomerações e reduzindo o número de banhistas na faixa de areia.

O Corpo de Bombeiros do Ceará reforça ainda a necessidade da população manter os cuidados para evitar a propagação do coronavírus na praia. Usar máscara, manter o distanciamento e lavar as mãos sempre que possível. Essas são atitudes simples, mas que salvam vidas.

Prevenção

O CBMCE orienta os banhistas sobre os cuidados que devem ser tomados ao entrar no mar. É importante que o banhista procure a orientação dos guarda-vidas, que ficam de prontidão nos postos da orla marítima cearense. Eles orientam quais os melhores locais para o banho em segurança e quais áreas de correnteza devem ser evitadas. Os responsáveis pelas crianças devem redobrar a atenção, como não deixar que os pequenos entrem no mar sem a supervisão de um adulto.

Se for consumir bebida alcoólica, os bombeiros recomendam que o banhista não entre no mar, já que a substância altera a percepção e a capacidade de discernimento do indivíduo. Em todas as ocorrências de afogamento, o Corpo de Bombeiros do Ceará deve ser acionado imediatamente. Mesmo que o banhista saiba nadar, ele corre o risco de se encontrar na mesma situação de uma vítima de afogamento. Procure os guarda-vidas na praia ou ligue para o número 193.