PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Íris realiza Oficina de Inovação de Design de Serviços Públicos com foco na gestão de filas de cirurgias eletivas no Ceará

4 de agosto de 2021 - 16:49 # # #

Amélia Gomes - Ascom Laboratório de Inovação Íris - Texto
Helene Santos - Fotos

Com a perspectiva de tornar mais efetiva a experiência do cidadão no processo de gestão de filas de cirurgias eletivas, o Íris | Laboratório de Inovação e Dados do Governo do Ceará, em parceria com o Insight Lab | Laboratório de Pesquisa em Ciência de Dados da Universidade Federal do Ceará (UFC), realizou na terça-feira (03/08) a Oficina de Inovação de Design de Serviços Públicos — Cirurgias Eletivas e a Jornada do Cidadão.

O encontro foi direcionado para entender o fluxo do serviço na visão do cidadão que precisa de uma cirurgia; mapear pontos de contato que as pessoas têm com as instituições públicas envolvidas durante o processo; e encontrar gargalos e oportunidades de melhorias no fluxo.

O juiz federal, Leonardo Resende, que atua diariamente com o processo de gestão de filas, participou da Oficina e ressalta a importância da atividade. “Estamos aqui construindo como proporcionar às pessoas uma experiência de maior eficiência, de maior transparência, de melhor qualidade, pensando sempre no nosso usuário, no cidadão, na cidadã, que necessita receber um procedimento cirúrgico, que está aguardando em uma fila com todas as dores físicas e emocionais que isso envolve”. Leonardo fala ainda que “é nosso dever, como agentes públicos, tentar reduzir o desconforto dessas pessoas e melhorar o serviço público, para que o cidadão tenha a melhor experiência possível”.

Durante o momento mão na massa, as atividades tiveram foco no usuário do serviço público; e em metodologias que evidenciam a importância da empatia, um convite para vivenciar o contexto a partir da perspectiva do outro, do usuário, e explicar a ferramenta em análise. A partir da Oficina, serão estruturados pontos de melhoria para a gestão de filas de cirurgias eletivas.


O professor José Macêdo, cientista-chefe da Transformação Digital do Ceará, reforça a importância de utilizar pesquisa e desenvolvimento para tomar decisões estratégicas e melhorar a oferta de serviços do governo para cidadãs e cidadãos. “Por isso, pensamos a Transformação Digital focada nas reais necessidades da população”, diz Macêdo.

O evento teve a presença de representantes das seguintes instituições: Justiça Federal, Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Ceará (MP/CE), Procuradoria Geral do Estado do Ceará (PGE), Defensoria Pública da União (DPU), Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Comitê de Saúde do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) e Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa).