PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Ferramenta Plantão Cirurgias 24h disponibiliza acesso à regulação para pacientes que aguardam procedimentos eletivos

26 de outubro de 2021 - 17:43 # # # #

Ascom Sesa Texto
Fabio dos Santos Arte gráfica

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), por meio da ferramenta Plantão Cirurgias 24h, permite acesso à lista de espera para procedimentos eletivos a pacientes que aguardam cirurgia pela Central de Regulação do Estado. O sistema, disponível na plataforma Saúde Digital e no Ceará APP, foi lançado pelo governador Camilo Santana e pelo secretário da Saúde, Marcos Gadelha, na última quarta-feira (20).

Para acessar a informação no Saúde Digital, é necessário um cadastro prévio. Dados como número de telefone e e-mail devem estar atualizados para que o paciente seja localizado e, quando contatado, receba as explicações necessárias antes da cirurgia. O registro não vai alterar a posição na fila. O procedimento serve para confirmar que o paciente ainda aguarda a intervenção e para que o cidadão tenha transparência e possa acompanhar sua colocação.

Posição na fila

Em alguns casos, a posição em que o paciente se encontra pode aumentar. Isto ocorre em duas situações: quando um paciente mais grave é avaliado clinicamente como prioritário e avança na frente dos demais ou quando um paciente tem determinação judicial para ultrapassar a fila.

Caso o nome do paciente não seja localizado no Plantão Cirurgias 24h, significa que o usuário não está na fila de procedimentos eletivos, mas que se encontra na lista de consultas ambulatoriais ou não é candidato a uma cirurgia eletiva. Também pode acontecer de o município de origem incluir o paciente na fila, mas não inserir seu nome no sistema. Nesses casos, após a criação ou atualização do cadastro, a área técnica da Sesa vai rastrear os dados para regularizá-los na ferramenta de acompanhamento.

Caminho até a cirurgia

A Central de Regulação do município onde reside o paciente é responsável por solicitar uma consulta com o médico-cirurgião, que vai avaliar a necessidade ou não de cada procedimento. Até este momento, o usuário do Sistema Único de Saúde (SUS) permanece em fila de consultas ambulatoriais.

A fila ambulatorial é acompanhada pela Central de Regulação do Estado e do município de origem do paciente até a realização de consulta com o médico-cirurgião do hospital onde será feita a cirurgia. Caso o procedimento seja indicado pelo profissional de saúde, o paciente é inserido na fila de cirurgias eletivas. É neste momento que a pessoa aguarda ser chamada para internamento e, depois, receber a intervenção.

Plantão Cirurgias 24h

Com investimento de R$ 100 milhões do Governo do Ceará, o Plantão Cirurgias 24h funcionará em duas frentes coordenadas, uma com a realização de 20 mil cirurgias nos hospitais da Rede Sesa e outra com contratação de entidades privadas ou filantrópicas para 10 mil procedimentos.