PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Corpo de Bombeiros atuou nos resgates de 30 animais silvestres no fim de semana

24 de janeiro de 2022 - 11:32 # # # # # #

Ascom CBMCE - Texto

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE) atuou em pelo menos 30 resgates de animais neste fim de semana, durante os dias 22 e 23 de janeiro. Um dos animais foi uma coruja suindara (tyto furcata) resgatada numa residência no bairro São João do Tauape, na Área Integrada de Segurança 10 (AIS 10). Em outro, no município de Crateús, Área Integrada de Segurança 16 (AIS 16), a corporação resgatou uma raposa (chordata carnívora) de um cacimbão.

O primeiro resgate contou com o apoio da Comissão de Defesa dos Direitos dos Animais da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/CE), que providenciou um médico veterinário. O atendimento foi realizado pelo Dr. Bruno Pessoa, do Laboratório de Estudos Ornitológicos (Labeo), da Faculdade Veterinária da Universidade Estadual do Ceará (Uece), que prestou socorro. Após a reabilitação do animal silvestre serão avaliadas as condições de soltura.

Já em relação à ocorrência envolvendo a raposa, os bombeiros militares de Crateús foram acionados pelo número 193. O animal silvestre foi encontrado num cacimbão de quatro metros de profundidade na localidade de Vaca Brava. O animal foi atado por meio de cordas e, posteriormente, foi utilizado um cambão para o auxílio na soltura. O animal foi devolvido ao habitat natural, longe de residências, sem nenhum ferimento aparente.

Aldeia indígena

Ainda em outra ocorrência, os bombeiros foram acionados pela Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) para atuar no resgate de um macaco prego (Sapajus libidinosus). O primata foi encontrado na aldeia indígena Monguba dos Índios Pitaguary, no município de Pacatuba, Área Integrada de Segurança 24 (AIS 24), e entregue a um criador legalizado em Caucaia.

Marcelo de Menezes Caldas, graduando em Medicina Veterinária, será responsável pela guarda provisória do animal. Posteriormente, o macaco prego deverá ser encaminhado para uma instituição especializada na reabilitação do animal, para que, caso possível, ocorra a soltura por profissional habilitado. Caso não seja possível reabilitação, será confeccionado um Termo de Depositário Fiel (ou de Guarda) a um indivíduo que conceda qualidade de vida ao animal, confeccionado pelo órgão público responsável.
Balanço anual

Durante o ano de 2021, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE) resgatou 6.252 animais em todo o território estadual. Entre as espécies estão cobras, cavalos, jacarés, gatos-mouriscos, gambás, raposas, entre outros. O balanço de 2021 é superior aos anos de 2019 e 2020, quando a corporação resgatou 3.919 e 5.217 animais, respectivamente.