Ipece conclui estudo sobre Objetivos de Desenvolvimento do Milênio

26 de janeiro de 2011

O Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), vinculado à Secretaria do Planejamento e Gestão (Seplag), concluiu o estudo “Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) 2010”. O relatório, no Ceará sob a responsabilidade do Ipece, faz parte do Projeto Nacional de Localização dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio em Escala Subnacional, do Instituto de Pesquisa e Economia Aplicada (Ipea). O estudo, que tem 71 páginas, oferece uma análise realista da evolução no estado dos oito Objetivos de Desenvolvimento do Milênio.

 

O relatório aponta que no Ceará a aplicação de políticas públicas foram responsáveis por alavancar os indicadores sociais que tem relação direta com muitos dos objetivos acordados pela ONU. Grandes projetos de infraestrutura aqueceram a economia do Estado e alargaram o mercado de trabalho; bem como os investimentos maciços em saúde e educação, as ações diretas voltadas para a moradia, a inserção de jovens no mercado de trabalho e a geração de emprego e renda foram elencados como grandes passos no compromisso de atingir os objetivos do milênio.

 

Ainda no estudo, na “Palavra do Governador”, Cid Gomes ressalta que não existe, nesse elenco de desafios, “nada que possamos considerar inatingível. Todo governante deveria perseguir os objetivos, independentemente de se pactuar um movimento mundial de combate à miséria. Com a participação da sociedade civil, tenho certeza de que, no Ceará, avançaremos muito rapidamente nos próximos anos e, bem mais cedo do que o previsto, chegaremos lá”.

 

Oito jeitos de mudar o mundo

 

No ano de 2000, as Organizações das Nações Unidas – ONU, ao analisar os maiores problemas mundiais, destacou oito desafios para serem atingidos por todos os países no próximo milênio. No Brasil, estes desafios são chamados de “Oito Jeitos de Mudar o Mundo”, que são:

 

1) acabar com a fome e a miséria; 2) educação básica de qualidade para todos; 3) igualdade entre os sexos e valorização da mulher; 4) reduzir a mortalidade infantil; 5) melhorar a saúde das gestantes; 6) combater a AIDS, malária e outras doenças; 7) qualidade de vida e respeito ao meio ambiente; 8) todo mundo trabalhando pelo desenvolvimento.

 

O estudo completo pode ser acessado pelo endereço: http://www.ipece.ce.gov.br/arquivos/ODM_Ceara_IPECE_2010.pdf

 

26.01.2011

Assessoria de Imprensa do Ipece

Pádua Martins (padua.martins@ipece.ce.gov.br / 85 3101.3508)