Pesquisadora da UECE lança cartilha sobre insetos predadores da Ibiapaba

14 de março de 2011

“Espécies de tripes encontradas nas culturas de abobrinha, cebola e tomate em Carnaubal-CE” é o título da cartilha de autoria da professora pesquisadora da Universidade Estadual do Ceará (Uece), Maria Goretti Araújo de Lima, com doutorado em Entomologia*, que será lançado nesta terça-feira (15), na sede da Associação de Produtores Orgânicos da Ibiapaba (APOI), no sítio Santos Reis, no município de São Benedito, a 360 km de Fortaleza. A cartilha, que é editada pela EdUece – Editora da Uece, é voltada para os produtores orgânicos da Serra da Ibiapaba.

 

Com a realização dessa pesquisa foi possível conhecer as espécies de tripes associadas às culturas: abóbora, cebola e tomate. A preocupação com a identificação desses insetos (tripés) pequenos e difíceis de serem reconhecidos por não especialistas representa uma considerável limitação a condução de estudos ecológicos e da diversidade de suas espécies no município de Carnaubal bem como em toda Ibiapaba, já que o cultivo de hortaliças nessa região é importante tanto para os produtos orgânicos como para os convencionais. De posse da identificação dessas espécies esses produtores poderão saber diferenciar os tripes que são pragas dos predadores e polinizadores.

 

Dentre os insetos-praga que ocorrem na olericultura estão os tripes, por serem de tamanho diminuto (0,5 a 15 mm), às vezes, passam despercebidos pelos agricultores. Esses diminutos insetos têm causado danos à planta tanto de maneira direta quanto indireta através de transmissão de viroses. Um dos aspectos pontuais relacionados ao cultivo de dessas hortaliças diz respeito à incidência de pragas e doenças. No caso do controle de insetos-praga, o uso quase exclusivo de inseticidas tem ocasionado a aparição progressiva de espécies resistentes, além dos desequilíbrios para pragas secundárias.

 

A Ibiapaba destaca-se como grande polo produtor de hortaliças, participando de forma expressiva, no abastecimento dos mercados de Fortaleza, São Luiz, Teresina e Belém, representando excelente fonte de renda e geração de empregos para a região. Essas hortaliças apresentam elevada importância econômica e social, principalmente pelo valor da produção e do elevado número de empregos gerados no cultivo. Além disso, são cultivadas basicamente por agricultores de base familiar, sendo fundamental para a fixação do homem no campo.

 

Vale salientar que essa pesquisa teve como patrocinador o Banco do Nordeste do Brasil na reprodução das cartilhas, como colaboradores, pesquisadores da UFERSA-Mossoró/RN e da UFRGS-Porto Alegre/RS, bolsista PIBIC/CNPq e apoio técnico da Ematerce de São Benedito. Contato: Profa. Maria Goretti Araújo: (85) 8641-7873 / Uece 3101-9920

 

*Entomologia é a ciência que estuda os insetos sob todos os seus aspectos e relações com o homem, as plantas, os animais e o ambiente.

 

14.03.2011

Assessoria de Imprensa da Uece

Fátima Serpa (mfserpa@uece.ce.gov.br)