Centro de Turismo: equipamento histórico completa 38 anos

30 de Março de 2011

Um dos mais tradicionais equipamentos turísticos de Fortaleza, o Centro de Turismo, também conhecido como Emcetur, está completando 38 anos, nesta quinta-feira (31). A construção iniciou suas atividades comerciais turísticas em 1973 e foi tombada pelo patrimônio histórico estadual em 1982. Atualmente, cerca de 105 lojas comercializam e promovem o artesanato e culinária cearenses.

 

As renda de bilro, redes, castanhas-de-caju, crochê, palha, couro, doces, rapaduras, licores, pingas e outras lembranças, encantam os turistas e visitantes que passam pelo local. O edifício de linhas clássicas caracteriza-se pela clareza e simplicidade das formas, revelando o charme e elegância com os quais o prédio histórico e polo de artesanato podem ser caracterizados.

 

Um pouco da história

 

As construções físicas do Centro de Turismo são datadas no ano de 1866, abrigando presos no século XIX quando iniciou suas atividades como Cadeia Pública. Em 1967, ocorreu a desativação do equipamento.

 

Em 1973, as celas deram lugar as lojas de artesanato e o pavimento superior, onde funcionavam o alojamento, a administração e o refeitório, foi adaptados para sediar a Empresa Cearense de Turismo (Emcetur). Após a extinção do  órgão, passou a funcionar, no local, o Museu de Mineralogia, que buscou expor ao público as riquezas minerais do solo cearense, e o Museu de Arte e Cultura Popular, que retrata a cultura do povo cearense, com esculturas feitas pelo artista Deoclécio Soares (Bibi), as artes esculpidas em cerâmicas feitas pelo artista Cícero Simplício do Nascimento (Cizin), e os bonecos feitos pelo Mestre Boca Ricca.

 

Atualmente, o pavimento superior do Centro de Turismo conta, ainda,  com uma Pinacoteca, cujo acervo possui obras de importantes artistas nordestinos, como  Chico da Silva, Francisco Nogueira, Sergei de Castro, F. Lopes, Joca, dentre outros.

A necessidade de restaurar um patrimônio

 

Desde o início das atividades como centro de artesanato, há 38 anos, o prédio que abriga o Centro de Turismo ainda não havia passado por uma grande intervenção. Diante da necessidade da restauração de um equipamento tão importante para o patrimônio histórico e turístico cearense, o Governo do Estado, por meio da  Secretaria do Turismo do Estado (Setur),  realizou, em março de 2010, as obras de melhoria nos blocos norte, central e sul. Todas as restaurações foram voltadas para preservar o espaço e permitir a acessibilidade das pessoas com deficiência e do público em geral.

 

No pavimento térreo do bloco central, cuja área é de 2.834,94 metros quadrados, a reforma realizada na Emcetur incluiu as lojas e a instalação de uma plataforma hidráulica. Já o andar superior, foram realizadas melhorias nas salas de reuniões, na diretoria, na Associação da Melhor Idade e nos WCs (masculino, feminino e para pessoas com deficiência). O bloco sul, com 752,55 metros quadrados, recebeu um estacionamento para 42 veículos, além da reforma das lojas e jardins. Foram trocadas as pinturas e os pisos do equipamento, que agora conta com pedra colonial. As obras receberam investimentos de R$ 1.976.640,00.

 

Essa restauração no Centro de Turismo foi apenas uma das ações que o Governo do Estado realizou para recuperar o patrimônio histórico cearense visando requalificar ainda mais o turismo cultural no Ceará.

 

30.03.2011

Assessoria de Comunicação da Setur
Carmen Inês (85)3101-4661/ ascom.setur@setur.ce.gov.br