Crato sedia curso de Vigilância Epidemiológica Hospitalar

5 de agosto de 2011

Instrumentalizar os profissionais de saúde que atuam, direta ou indiretamente, na Vigilância Epidemiológica Hospitalar em relação ao monitoramento e avaliação permanente da situação de saúde nas unidades hospitalares. Essa é a proposta do Curso de Atualização em Vigilância Epidemiológica no Âmbito Hospitalar, promovido pela Coordenadoria de Pós-Graduação de Vigilância em Saúde da Escola de Saúde Pública do Ceará.

O evento, que contará com a parceria da Coordenadoria de Promoção e Proteção à Saúde, através do Núcleo de Vigilância Epidemiológica da Secretaria da Saúde do Ceará, será realizado no período de 8 a 12 de agosto, no município do Crato.

A capacitação será voltada para profissionais de saúde da macrorregião do  Cariri, contemplando as Coordenadorias Regionais de Saúde de Aurora, Brejo Santo, Jati, Milagres, Penaforte, Porteiras, Barro, Altaneira, Assaré, Crato, Nova Olinda, Salitre e Santana do Cariri, Barbalha, Caririaçu, Juazeiro e Missão Velha.

Estratégias

No Brasil, o processo de construção do Sistema Único de Saúde (SUS) caracteriza-se pela implementação de um conjunto de estratégias de mudanças no financiamento, gestão, e organização da produção de serviços e, também, no papel da Epidemiologia nos serviços de saúde.

A Vigilância Epidemiológica é o processo sistemático e contínuo de coleta, análise, interpretação e disseminação de informações que tem como propósito recomendar e adotar medidas de prevenção e controle de problemas de saúde. As ações de Vigilância Epidemiológica se organizam em torno de uma série de atividades interligadas e complementares que devem ser desenvolvidas continuamente e de forma integrada nos diversos serviços de saúde

Os hospitais constituem fonte importante de informações das Doenças de Notificação Compulsória (DNC) e agravos inusitados para o sistema de vigilância (detecção e investigação) municipal, estadual e nacional. A notificação destas DNC permite aos municípios a adoção, oportunamente, de medidas de controle, possibilitando a interrupção da cadeia de transmissão de doenças entre a população.

No ambiente hospitalar, o profissional de saúde tem papel fundamental no fornecimento de informações para a tomada de decisões pelos administradores de saúde, na organização dos serviços, na melhoria da qualidade da assistência, no monitoramento dos problemas de saúde, nas medidas de controle das doenças, na implementação de estudos epidemiológicos e na avaliação de práticas e ações de saúde.

A Secretaria da Saúde do Ceará vem encontrando dificuldades no que se refere à coleta e análise de dados relativos ao ambiente hospitalar, bem como ausência de confirmação etiológica das doenças de importância para a saúde pública e consequentemente, a ocorrência de subnotificação das DNC. Diante desse contexto, a ESP-CE e a SESA iniciam essa capacitação de profissionais de saúde que trabalham nas unidades hospitalares.

 

05.08.2011

Assessoria de Imprensa da ESP-CE

Marcos Saudade (ascom@esp.gov.br / 85 3101.1412)

Twitter: twitter.com/espce