Educação: Cid apresenta experiência cearense no Rio Grande do Norte

12 de agosto de 2011

Considerar educação prioridade em política pública, ter foco nas ações e agir de forma integrada com municípios e Governo Federal. Esses são os três pilares para os bons índices da educação no Ceará. Na manhã desta sexta-feira (12), o governador Cid Gomes, acompanhado da secretária Izolda Cela, apresentou no auditório da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (FIERN), em Natal (RN), a experiência cearense na área da educação.

Durante o evento, promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), por meio do Departamento Nacional do Serviço Social da Indústria (Sesi). Cid apresentou as experiências do ensino profissional e do programa Alfabetização na Idade Certa (Paic). No primeiro, o Ceará é destaque nacional com 77 unidades em funcionamento, o que corresponde a quase 30 mil alunos para 28 cursos, e até 2014 serão 140 unidades. Nessas escolas o estudante tem acesso ao Ensino Médio integrado à Educação Profissional. “Nos países desenvolvidos, a cada pessoa com ensino superior existem cinco  tecnólogos. No Brasil, essa proporção de cada formado em universidade, que não são muitos, existe meio tecnólogo. No Ceará, os alunos podem cursar o ensino médio integral e aprender uma profissão”, explicou Cid.

foto2

 

O segundo ponto destacado pelo Governador foi o Paic. nele,  o Governo do Estado formou parceria com todos os 184 municípios cearenses para erradicar o analfabetismo escolar nas primeiras séries do Ensino Fundamental a partir de pesquisas, fornecimento de material didático, consultoria e incentivos para as escolas, professores e alunos. Com as ações do Paic, o número de municípios com resultados satisfatórios saltou de 14 em 2007 para 141 em 2010.

foto3Com estas realizações o Estado do Ceará alcança, em 2011, as metas 5 e 11 do Plano Nacional de Educação: de alfabetizar todas as crianças até, no máximo, oito anos de idade e de duplicar as matrículas da educação profissional técnica de nível médio, assegurando a qualidade da oferta. O PNE prevê que as vinte metas que compõem o Plano sejam realizadas pelos estados até 2020. O Ceará sai à frente da previsão e, vai além, servindo de exemplo para os demais estados do país.

Diante da situação apresentada, a governadora do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini, destacou a necessidade de mais troca de experiências. “A experiência do Ceará nos dá inspiração. Temos que usá-la como referência. Não podemos deixar o sonho de ter uma educação de qualidade desaparecer”, disse a Governadora.

foto4

 

O especialista em educação e escritor, Claudio Moura e Castro, apresentou o cenário da educação no Brasil e no exterior e fez um compartaivo entre essas realidades. Ele destacou que é necessário pensar escola como um lugar de aprendizagem com estrutura adequada e qualidade na formação de professores e alunos. 

 

12.09.2011

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado

Casa Civil (comunicacao@casacivil.ce.gov.br / 85 3466.4898)